Pesquisar este blog

Traduzindo

sábado, 8 de fevereiro de 2014

Encontrando e Seguindo a Sua Paixão na Vida


Todo mundo nasce com uma paixão. 

Imagine que essa paixão é uma linda rosa vermelha. Imagine que, um pouquinho antes de nascer, você está de pé na beira do céu, segurando essa belíssima rosa vermelha em sua mão. 

Embora você possa estar hesitando para dar o salto para dentro do reino terrestre, inclusive se perguntando tristemente se você realmente está à altura disso, você percebe um fogo nas profundezas do seu ser, uma paixão que se apresenta a você como a rosa vermelha. 
Agora imagine que você dá o salto, encarna, e agora você carrega a rosa dentro de você, no seu abdome ou no seu coração. 
Deixe que a energia da rosa venha a você agora. 
Permita que a sua paixão original, a sua inspiração se apresente a você neste momento.

Dê uma olhada na rosa. Como é que ela está agora? Tome a primeira imagem que surgir na sua mente. 

A rosa parece um pouco triste ou murcha, ou está brilhando vibrantemente? 
Você vê um botão de rosa ou uma flor desabrochada? 
Ela precisa de alguma coisa de você neste momento? Talvez mais água ou luz solar, ou um pouco mais de amor e atenção? 
Ou ela quer ser removida para algum outro lugar, para um ambiente mais acolhedor? 
Imagine que você lhe dá exatamente o que ela precisa, e sinta como isto o afeta no nível interno.

Vermelho é a cor da Terra e do chakra básico ou raiz. Vermelho é a cor da paixão. 
Geralmente você tem medo da sua própria paixão. 
Todos vocês têm medo de deixar esse fluxo original se expressar em suas vidas, porque ele vai contra o que a sociedade ou a tradição considera apropriado, correto e sensato. 

No entanto, em cada um de vocês existe uma paixão original e uma inspiração que são a própria fonte da sua existência aqui e agora. Você não pode realmente se realizar e se inspirar, enquanto não permitir que essa energia flua na sua vida e oriente-a. 
A essência da entrega como um estilo de vida é a entrega a si próprio, à paixão da sua alma, à inspiração que criou a sua vida presente.

Existem algumas formas de você reconhecer se está conectado com a paixão da sua alma.

1. Sentir inspiração – onde quer que ela flua, é lá que você precisa estar.

Entregar-se como um estilo de vida significa deixar-se guiar pelo que verdadeiramente o inspira. A entrega não é uma energia passiva. Entregando-se àquilo que realmente o motiva e inspira, você abre a porta para um fluxo de energia ativo e animado em seu interior. Para descobrir esse fluxo por si mesmo, você precisa descobrir com que tipo de atividades a sua energia flui naturalmente. 

Que coisas fazem você se sentir feliz e em paz? 
Em que tipo de ocupação ou busca você sente que as coisas se movem sem esforço e graciosamente? 
Qual é a essência dessas coisas ou atividades? 

Sinta a essência delas – e saiba que pode haver uma variedade de meios através dos quais a essência pode tomar forma.

2. Ser fiel à sua própria natureza – aquilo que você faz naturalmente é aquilo em que você é bom.

Para reconhecer a sua paixão, você precisa entender que ela é sempre alguma coisa que é muito natural para você. É uma coisa, uma atividade ou ocupação, ou uma forma de expressão para a qual você é atraído, na qual você se sente interessado e gosta de procurar alcançar. É alguma coisa íntima e natural para você, quase auto-evidente do seu ponto de vista. Para realizar o seu dom natural, pode ser que você tenha que aprender algumas habilidades ou buscar alguma educação formal, mas, para você, fazer isso será relativamente fácil e alegre. 

A sua paixão é algo com que as suas capacidades e talentos estão sintonizados; ela envolve atividades nas quais você é bom desde o começo.


3. Manter limites claros e ousar dizer "não" – leve-se a sério.

Você está no fluxo da entrega a si mesmo, se você se leva a sério o suficiente para dizer não para coisas e pessoas que inibem ou cortam esse fluxo. Você só pode seguir a sua paixão, se ousar dizer não para aquilo que não se ajusta a você ou não lhe parece certo. 

Entregar-se a si mesmo, à sua inspiração exclusiva, implica em ser precoce e teimoso às vezes, em ficar separado e confiar nas mensagens do seu coração, mesmo se as pessoas digam que você é bobo ou insensato. É uma questão de lealdade consigo mesmo. 
Atreva-se a ser grandioso, atreva-se a fazer uma diferença! Realmente não há outra alternativa, você sabe. A alternativa seria o seu fluxo natural de inspiração ficar emperrado e secar e você começar a se sentir frustrado, vazio, zangado e insatisfeito. Se você não escolhe a si mesmo, você escolhe contra você.

Então a energia da rosa – a sua paixão – se recolhe e isto cria problemas psicológicos, como solidão, estranhamento e finalmente depressão. 
Portanto, atreva-se a dizer não, atreva-se a ocupar espaço, a ocupar um espaço com limites claros. Não tema ser "egotista", de acordo com os padrões dos falsos deuses.


4. Paciência e ritmo – faça-o passo a passo.

Se você estiver conectado com a energia da sua alma, com a sua inspiração, ela vai clarear o caminho para você, na sua vida cotidiana. As oportunidades (na forma de pessoas ou situações que você encontrar) vão chegar a você num passo e ritmo que lhe sejam convenientes. 
Se quiser ficar sintonizado com esse fluxo de manifestação, mantenha-se no presente e tome-o passo a passo. 
Tente não correr na frente de todas as coisas que precisam acontecer para que os seus sonhos e a sua paixão se realizem. 

A vida cuida de você, você não precisa tomar conta da vida. Simplesmente sinta a sua paixão e coloque-a nas mãos do seu Deus interior. 
Deixe que o seu anjo interno sustente e tome conta dos desejos e anseios da sua criança interior. 

Entregue e confie!

Jeshua através de Pamela Kribbe

© Pamela Kribbe 2007
www.jeshua.net


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...