Pesquisar este blog

Traduzindo

terça-feira, 28 de março de 2017

O que está acontecendo no Espaço Terapias Integradas?


O que está acontecendo no Espaço Terapias Integradas - Taquara - RJ?

1 - Terapia com frequência semanal ou quinzenal. O trabalho feito visa a harmonização em relação às novas frequências no planeta. Isso acontece através de técnicas energéticas vibracionais variadas. O objetivo é qualidade de vida e expansão da consciência.

2 - Atendimentos sem vínculo terapêutico em Terapia Multidimensional, Cura Multidimensional Archturiana, Barras de Access, Mesa Radiônica, Reiki com Terapia Cristalina com avaliação dos chacras, Sequências Numéricas de Grabovoi, Hipnose Condicionativa, Terapia Floral.


3 - Grupo quinzenal treinando meditação e harmonização. Grupo já completo. Talvez outro horário seja aberto pois recebo e-mails de pessoas interessadas em iniciar.

4 - Formação em Reiki Usui. Nesse domingo dia 2 de abril teremos um grupo se iniciando no Nível III. Brevemente, novo grupo de Nível I. Logo teremos a primeira turma de Mestrado.

5 - Iniciando em abril encontro mensal de reikianos formados por mim para troca e treino. Com direito a lanchinho compartilhado.

6 - Projeto Reiki Terapias Integradas em contato com instituições que abrigam idosos na região próxima, com o objetivo de oferecer a terapia Reiki para os internos. Grupo formado por alunos que voluntariamente aplicarão o que aprenderam, doando também amor, cuidado e atenção.

Grata a todos que estão envolvidos nas atividades citadas acima, inclusive aos amigos extrafísicos.

Com carinho, 
Angela Cunha

Contato: angela_psi2004@yahoo.com.br

sexta-feira, 24 de março de 2017

JORNADA DAS MIL MORTES – DEIXAR IR

Foto: Nelson Dantes Paes

JORNADA DAS MIL MORTES – DEIXAR IR
por Jenny Shiltz

Foi dito antes que é como se nós morrêssemos mil mortes nesta jornada. Esta é uma das coisas mais verdadeiras que já ouvi. Não importa onde você está neste caminho, porque uma vez que você pisar nele conscientemente ou inconscientemente, partes de você começam a morrer. Deixamos para trás todos os pedaços de quem pensávamos que éramos, as identidades que assumimos ou foram colocadas sobre nós, as partes de nós e as pessoas que não ressoam com quem estamos nos tornando. Isso tudo solta-se em camadas, porque eu não estou certa que nós poderíamos sustentar a verdade de nosso ser de uma só vez. Às vezes, o Deixar Ir é feito com força como se o Universo (você) estivesse conspirando contra você, e outras vezes a camada é tão profunda que sua plena participação é necessária. Tem de ser consciente no Deixar Ir, ponderar, e entrar no novo.
Agora mais do que nunca estamos sendo convidados a não apenas Deixar Ir, mas para realmente ver o impacto que esses "eus falsos" tiveram em nossas vidas. Onde esses eus tinham medo, falta e, ao mesmo tempo, como eles forneceram a tela perfeita para que experimentássemos exatamente o que precisávamos para nosso crescimento. Nós estamos sendo apresentados para nossa disfunção e como profundamente nada disto pode estar na Luz mais elevada. É a resistência a este Deixar Ir que cria tal sofrimento em nossas vidas.

Eu sabia que eu tinha batido/perfurado em uma nova camada do eu que precisava ir. Eu tinha trabalhado com ela por alguns dias, sentindo-a, compreendendo sua voz e papel. Alguns dias atrás eu estava indo para as fontes termais porque eu precisava absorver a cura. Eu comecei de novo, batendo nesta camada, sentindo realmente a resistência que estava lá e embaixo dela encontrei medo. Esta camada estava com medo de ir e estava realmente causando estragos no meu corpo emocional. Eu estava ansiosa, irritada, insegura ... entulhada. O ritmo da estrada e o som do rádio me proporcionaram a fuga perfeita para explorar e realmente ouvir e sentir o que estava sendo expresso. Eu estava grata pelas acentuadas estradas da montanha que exigiam a atenção do meu marido, porque se ele tivesse olhado e visto lágrimas escorrendo pelo meu rosto, eu teria que confessar a crise existencial que eu estava tendo.

Comecei então um diálogo sincero, ativo dentro de mim.
Eu: Eu preciso que você vá, esta necessidade de ser insignificante, e tornar-me pequena para o conforto de outro, o medo de me colocar lá fora .... Não me serve mais.
Camada: E se eu deixar você morrer também? Você tem filhos e um marido.
Eu: Então era para ser. Seu maior bem seria servido também. Eu confio nisso.
Camada: E se você mudar tanto que seu marido não vai querer estar com você?
Eu: Isso me deu uma pausa e então eu ouvi o meu Eu Superior dizer - ele tem estado com você a cada mudança e tem amado vê-la - você que sempre soube sair das sombras.
Camada: Tenho medo.
Eu: Eu sei, mas você vai ficar bem. Obrigada por tudo que você me ensinou. Estou avançando agora.

Com isso, eu literalmente senti algo sair do meu corpo. Foi uma mudança enorme e uma liberação como nada que eu já experimentei. Então eu senti paz, a bela e abençoada paz. A próxima vez que eu capturei o olho do meu marido, eu reluzi um sorriso. Eu estava indo para ficar bem, estávamos indo para ficar bem e eu senti tanta alegria e emoção para o que está aparecendo do novo na minha vida agora que eu liberei o velho.

Conforme essa conversa era tão esclarecedora, comecei a me lembrar das mais sutis que tive ao longo dos anos. E se eu perder todos nesta viagem? E se eles pensassem que eu era louca? E se eu for louca? Eu me lembro dos medos despojando camada por camada.

Algumas camadas ficaram ao redor me causando sofrimento por meses antes que eu finalmente fui capaz de CONFIAR E DEIXAR IR. A liberação é mais rápida agora, porque minha confiança é maior e, em vez de lutar contra a liberação, expresso gratidão por seu papel e conscientemente passo para o novo.

Ser clara no meu diálogo interior, que todos nós temos, realmente ajudou. Retarde seus pensamentos, ouça-os realmente e não hesite em falar a sua verdade para esses pensamentos.

Descobri que há uma crença equivocada dentro da espiritualidade de que falar seus medos, nomeá-los, dá-lhes poder ou manifesta-os. Eu chamo o “touro”! Acho que nomear meus medos me ajuda a realmente vê-los e eu mostro a eles compaixão. Não é isso que todos nós queremos quando estamos com medo? Compaixão e compreensão.
Partes de nós sentem que estão morrendo e que o mundo ao nosso redor se desintegrará enquanto encarnamos mais e mais quem realmente somos. A única maneira que isso pode ser feito graciosamente é com Intenção Consciente e Amor Profundo.
______________________________________________________

À medida que nos aproximamos de um Equinócio extremamente poderoso, você vai descobrir a necessidade de deixar que tudo o que é velho dentro de você se vá. Isso também está sendo espelhado no mundo exterior com descompressão, mudanças de emprego, mudanças de relacionamento e até mesmo mortes. Alguns de nossos companheiros animais também estão fazendo a transição porque seus papéis estão completos ... eles o ajudaram, mostrando-lhe verdadeiro Amor Incondicional.
Agora é hora de mostrar o amor a si mesmo. Devido às mudanças vastas que nós todos sentimos, mesmo aqueles não sensíveis da energia, eu estou observando que os medos exteriores estão em ascensão.
Pare, fique quieto, e veja se você está temendo algo à sua frente, ou distante. Muitos estão se desligando das redes sociais e da mídia por essas razões.
A verdade pode ser difícil de discernir, mas o que não é, é como seu corpo reage quando você se concentra nessas coisas.
Você se sente ansioso, assustado, cansado e oprimido? Não se engane, nós alimentamos coisas com nossa energia; podemos alimentar o Amor e a Alegria ou podemos alimentar o medo e a dualidade.
A separação das frequências está se tornando mais distinta, isso tem que acontecer para que possamos facilmente ver e sentir as diferenças. O Equinócio marca o início do tempo quando as frequências não são apenas distintas, mas começam a se afastar umas das outras. É por isso que há um grande impulso neste momento para todos nós sermos muito conscientes de nossos pensamentos e emoções.
Temos que escolher o que queremos que continue em nossas vidas. Escolha e conscientemente substitua a programação antiga, afirmando a sua verdade. Profundamente arraigada a programação necessitará esforço consistente, mas vale a pena.

É hora de nós possuirmos exatamente quem somos sem desculpas.
À medida que reescrevemos a programação, a densidade deixa nossa forma de maneiras às vezes desagradáveis e explosivas. Dores de cabeça também podem ser comuns. Durante o processo de remoção da Grade, (mais uma explicação aqui: http://jennyschiltz.com/connecting-to-the-new-grid/), sensação de tonturas, náuseas e falta de ancoramento é comum.

Também com as Linhas de Tempo que dissolvem e que deslocam podem dar a sensação como se estivéssemos perdendo nossas mentes. As coisas desaparecem e surgem em outro lugar. Tudo o que podemos fazer é rir e balançar nossas cabeças. Com toda essa atividade, você pode perceber que sua própria intuição e habilidades estão aumentando. É muito emocionante. Estamos entrando em um novo mundo de possibilidades, porque fazemos as frequências mais altas dominarem a nossa forma.

Não há nenhum véu na Nova Terra, os únicos véus que permanecem estão dentro de cada um de nós e são determinados pelo que podemos lidar e quais as experiências que escolhemos para o nosso crescimento contínuo. Agora é um grande momento para o registro diário, para que você possa olhar para trás e se surpreender com o quanto mudou e quanto tem se mostrado a você.

Espero que cada um de vocês esteja encontrando alguma Paz dentro do caos.

Como um curandeiro com quem trabalhei, disse: "Que todas as coisas aconteçam com Facilidade e Graça, Facilidade e Graça."

Enviando-lhe todo Amor e Força. Jenny

Tradução Vilma Capuano
http://jennyschiltz.com/journey-of-a-thousand-deaths-letti…/

sexta-feira, 10 de março de 2017

Reiki Nível 3 - A Realização


Projeto Reiki Terapias Integradas
Seja um Reikiano Nível 3.
Domingo, dia 2 de Abril das 9 às 17h.

O Reiki 3 promove um nível de consciência avançado, no qual entramos em contato com o nosso papel nessa existência e somos preparados para atuar na sociedade e no planeta. Nesse nível ficamos diante de nossas opções de vida e somos levados a reformulá-las caso sejam opções que não tragam o bem comum.

Nesse nível recebemos, através do quarto símbolo, um poderoso instrumento de impulsão e harmonização do todo. Tal símbolo não só permite harmonizar multidões, mas também nos leva ao âmago dos sentimentos de outras pessoas, permitindo-nos entrar em contato com suas partes mais puras, suas porções divinas.

O Reiki 3 nos revela que temos um poder ilimitado, e nos permite exercer esse poder e realizar tudo o que nos remete à eternidade.

Não somos os únicos em nós mesmos: cada parcela da nossa individualidade está em intrínseco movimento com o Universo.

O QUE VOCÊ VAI APRENDER

– Apresentação do símbolo 4
– Aplicação de energia Reiki para Multidões
– Ativação dos canais de força
– Aplicação de energia Reiki no planeta
– Ritual de sintonização individual do Reiki Nivel III
– Prática – Enviar e receber o Reiki

Namastê!


Angela Cunha
  Psicóloga, Terapeuta Vibracional e Mestre de Reiki


10 COISAS QUE EU DEIXEI IR E COMO ISSO ME LIBERTOU

10 COISAS QUE EU DEIXEI IR E COMO ISSO ME LIBERTOU
Por Sara Fabian

"Eu não conserto problemas. Eu conserto o meu pensamento. Então os problemas consertam-se. "~ Louise Hay

Olhando para trás na minha vida, cheguei a compreender que a perfeição era minha pior inimiga. Fui criada em um ambiente de grande expectativa, e todos os dias na escola me senti como se estivesse competindo com os outros e lutando para ser a melhor da classe.
Aos dez anos eu acreditei que eu era estúpida apenas porque meu cérebro não poderia trabalhar a física e a matemática. Eu era boa com literatura, artes, e línguas estrangeiras, mas aquele não era um sinal do brilho na cultura do Leste Europeu que me moldou.
Muito mais tarde, como uma mulher adulta, eu não me vejo tão boa o suficiente, bonita o suficiente, inteligente o suficiente, ou bem sucedida. Senti-me indigna de ser amada por um homem maravilhoso, indigna de conseguir um bom salário refletindo minhas habilidades e talentos, muito indigna para requerer uma posição atrativa no trabalho.
Minha vida parece completamente diferente hoje, e eu abraço o novo eu com muita gratidão e alegria. Eu me amo como sou. Estou feliz casada e fazendo o que eu nasci para fazer no mundo.

Então, como aconteceu essa mudança?

Lembro-me de sentir-me oprimida depois de uma longa reunião no trabalho, e procurando alguma inspiração para me ajudar a liberar o estresse e me sentir melhor. Como eu estava procurando o filme O Segredo no YouTube, eu "acidentalmente" abri outro vídeo que foi direto para o meu coração: “Você pode curar sua vida,” por Louise Hay.
Hoje, eu sei que não foi acidente. O mestre aparece quando o aluno está pronto - tão verdadeiro! Eu estava tão tocada e absorvida por esse filme, que não conseguia parar de assistir. Ouvir Louise era pura magia; cada palavra ia direto para o meu coração. Eu finalmente senti-me em casa, em um espaço onde estava perfeitamente bem ser eu:
 "Eu me amo e me aprovo como eu sou. Eu sou inteira (o) e completa (o) e a vida me ama. "

No ano seguinte, descobri o trabalho de outras almas iluminadas - Wayne Dyer, Byron Katie e Don Miguel Ruiz - convidando-me para momentos preciosos de autorreflexão e profunda aprendizagem. Seu ensino me ajudou a deixar de lado velhos padrões de pensamento e crenças culturais limitantes que não me serviram bem.
Depois de muita tentativa e erro aplicando sua sabedoria à minha vida, eu encontrei um novo senso de liberdade. Veja como:

1. Eu deixei ir a necessidade de ser perfeita.

Sou perfeitamente bela e belamente imperfeita, e é isso que me permite ser eu.
A perfeição é uma ilusão - ela não existe. Eu parei de me estressar tentando ser perfeita e agora estou sempre com o objetivo de ser "bom o suficiente."
Aprendi a abraçar meus erros como oportunidades necessárias para o crescimento, bênçãos disfarçadas que me fazem mais sábia. Se eu falhar em alguma coisa, isso não significa que eu sou um fracasso, porque eu não sou o que eu faço. Às vezes nós ganhamos, às vezes aprendemos. Nós nunca perdemos.
"Seu melhor vai mudar de momento a momento: será diferente quando você está saudável em vez de doente. Sob qualquer circunstância, basta fazer o seu melhor, e você vai evitar o autojulgamento, autoabuso e arrependimento. "~ Don Miguel Ruiz

2. Eu deixei ir a necessidade de estar ocupada o tempo todo.

Estar com pressa não é um sinal de virtude. Aprendi a ouvir o meu corpo, e já não me sinto culpada por não fazer nada. Eu sei que às vezes preciso recarregar as baterias de meu corpo e alma, e eu não sinto que eu devo a alguém qualquer explicação para fazer isso.
Se eu não tiver tempo para mim, eu faço isso. Assistir a um bom filme, ouvir música relaxante, ler um bom livro, cantar, dar um passeio para conectar com a natureza - faço o que quer que faça o meu coração cantar.
"Eu sou um ser humano, não um esforço humano. Não iguale a sua autoestima com o quão bem você faz coisas na vida. Você não é o que você faz. Se você é o que você faz, então quando você não faz ... você não é. "~ Dr. Wayne Dyer

3. Eu deixei a autocrítica.

Presto atenção à minha conversa interior; Eu não me chamo de nomes, e me trato com dignidade e respeito. Eu parei de dizer a mim mesma o que eu nunca diria a um bom amigo. Eu sou suficiente, completa e plena.
Eu cheguei a entender que na vida, NÓS NÃO CONSEGUIMOS O QUE QUEREMOS. NÓS TEMOS O QUE PENSAMOS QUE MERECEMOS. É por isso que é necessário acreditar em nós mesmos e nos ver como suficientes e dignos das melhores coisas que a vida tem para oferecer.
"Você tem se criticado por anos e não deu certo. Tente aprovar-se e veja o que acontece. "~ Louise Hay

4. Eu deixei de culpar.

Agora sei que cada vez que eu culpo alguém, estou me tornando uma vítima. Culpar os outros por tomar meu tempo, meu dinheiro, ou meu amor é injusto, porque eu sempre escolho o quanto eu dou e para quem. Ninguém pode me machucar ou me perturbar sem meu consentimento consciente (e muitas vezes inconsciente).

Em vez disso, eu agora assumi a responsabilidade pela maneira como eu sinto, ajo e penso. Eu sou responsável por minhas ações, e eu sei que meu futuro é o resultado de minhas escolhas atuais. Eu sou o que eu acredito e tudo o que eu escolher ser.
"Toda culpa é uma perda de tempo. Não importa quanta falha você encontrar no outro, não vai mudar você . Você pode conseguir criar outra culpa por culpa, mas não conseguirá mudar o que quer que seja sobre você, o que o está deixando infeliz. "~ Wayne Dyer

5. Eu deixei de julgar.

Eu sei que todo mundo está em sua própria jornada, e meu trabalho é concentrar na minha. Eu também sei que cada vez que eu estou julgando as pessoas, eu estou reagindo a algo que me incomoda sobre mim. Se eu acredito que você é mau, isso significa que eu também posso ser mau; como eu poderia ver  em você, de outra forma?
 "Colocar a culpa ou julgamento sobre alguém deixa você impotente para mudar sua experiência; assumir a responsabilidade por suas crenças e julgamento lhe dá o poder de mudá-los. "~ Byron Katie

6. Eu deixei de fazer suposições sobre o que outras pessoas sentem, querem ou pensam.

Eu não sou elas, então não há como saber o que elas estão sentindo e pensando. Eu parei de inventar cenários imaginários e deixar minha mente jogar comigo. Cada vez que me sinto perturbada com o que as pessoas fazem ou dizem, eu sei que é hora de uma verificação de realidade. Do " O Trabalho " de Byron Katie, eu aprendi a examinar os pensamentos que me incomodam e me pergunto: Isso é verdade? Muitas de minhas suposições provavelmente não são.
Por exemplo, eu poderia assumir que alguém não gosta de mim, quando realmente ela está apenas tendo um dia ruim. Ou talvez ela seja apenas tímida. O momento que eu percebo que não posso saber o que esta pessoa pensa, simplesmente porque eu não sou ela, minha mente fica clara e eu sou capaz de conhecê-la com um coração aberto.
"Descobri que minhas suposições inquestionáveis foram a causa de toda a guerra e de toda a paz no meu mundo. "~ Byron Katie

7. Eu deixei de competir com os outros.

Agora sei que a minha necessidade de lutar é nada, mas sim o grito do meu ego para a autovalidação. Eu não preciso que alguém perca qualquer jogo para que eu possa me sentir bem comigo mesma. Eu amo a harmonia, a colaboração, e vitória -vencedores. Eu parei de comparar-me aos outros. Eu escolho conectar com pessoas de um lugar do Amor em vez do medo, e eu acredito na abundância. Eu escolho acreditar que vivemos em um Universo acolhedor/que apoia, onde há o suficiente de tudo para todos, incluindo eu mesma.
"O amor é cooperação em vez de competição". Wayne Dyer

8. Eu deixei de perseguir a felicidade.

Eu não procuro mais minha felicidade em um futuro imaginário, esperando que um dia, quando eu tiver tal emprego, tal casa, tal carro, tal sucesso, eu ficarei feliz. Aprendi a encontrar a felicidade nos pequenos prazeres da vida, E ABRAÇO A ÚNICA REALIDADE QUE EXISTE, O MOMENTO PRESENTE, com gratidão e muita alegria.
Parei de esperar pelos fins de semana para sentir vontade de viver porque cada dia é um presente e cada Único momento é precioso e igualmente importante. O dia em que mudei meu foco de estressada para abençoada, tudo mudou. Sou grata por tudo o que sou e por tudo o que tenho: corpo e mente saudáveis; uma família amorosa; algumas amizades genuínas, duradouras que fiz ao longo do tempo; E um trabalho que eu amo e acredito.
"Notei que o Universo ama a gratidão. Quanto mais grato você é, mais guloseimas você ganha. "~ Louise Hay

9. Eu deixei de me preocupar com o futuro.

Aceito que há coisas na vida que não consigo controlar, não importa o quão duro eu possa tentar. Cada vez que me sinto preocupada, continuo dizendo a mim mesma: "O tempo dirá."
Eu nem sempre consigo o que quero, mas sei que sempre consigo o que preciso. Confio no fluxo da vida e escolho acreditar que vivemos num Universo inteligente, onde tudo se desenvolve perfeitamente. Às vezes, na vida, até o tempo precisa de tempo.
"A vida é simples. Tudo acontece por você, não para você. Tudo acontece exatamente no momento certo, nem muito cedo nem tarde demais. Você não tem que gostar disso ... é apenas mais fácil se você fizer. "~ Byron Katie

10. Eu deixei de agradar outros.

Eu não mais procuro a validação externa para que eu possa me sentir amada ou aceita. Preocupar-se com o que os outros pensam é uma perda de tempo. A opinião de outras pessoas sobre mim é tudo sobre eles e o que eles veem em mim, filtrados através de suas lentes; tem zero a ver comigo.
Parei de esperar que os outros me dessem o que eu não estava me dando: amor, cuidado e atenção. Amar-me como um todo: corpo, mente e alma - não é egoísta. Eu mantenho a minha taça cheia de amor-próprio, e cuido bem das minhas necessidades e dos desejos do meu coração.
Eu aprendi a fazer escolhas poderosas para o meu bem mais alto sem me preocupar com pessoas decepcionantes. As pessoas se decepcionam por definir as expectativas para quem eles querem que eu seja ou o que eles querem que eu faça.
Dizer não às coisas que não queremos fazer é uma prática aprendida e um sinal de autocuidado. Se soar como um "deve", eu não o faço. Eu vou para as coisas que sinto como um desejo. Meus desejos vêm de mim mesma, em vez de serem impostos por outros. Eu sempre escolho como estou gastando meu precioso tempo e com quem. Sei que meu tempo é a minha vida, e nunca mais voltará.
Minha vida é sobre mim e eu tenho o direito de fazer minhas próprias escolhas.
 A vida é para ser vivida, não apenas mantida, e eu escolho vivê-la autenticamente, sem desculpas e sem remorsos.
" Nada que os outros façam é por sua causa. O que os outros dizem e fazem é uma projeção de sua própria realidade, seu próprio sonho. Quando você está imune às opiniões e ações dos outros, você não será vítima de sofrimento desnecessário. "~ Don Miguel
Minha autotransformação na pessoa atenta que sou hoje não aconteceu da noite para o dia. Tem sido um processo contínuo que exigiu trabalho interno contínuo.
Hoje, eu ainda sou uma estudante na Escola de Vida, e todos os dias é uma grande oportunidade para o novo aprendizado. Sei que tenho o poder de criar minha própria realidade, pela maneira que eu penso. Então eu me apoio nutrindo minha mente com pensamentos saudáveis, sabendo que minha mente tem poder.
E agora, eu gostaria de ouvir de você. Você está se segurando em alguma dessas coisas? O que está impedindo você de deixá-las ir?

Vilma Capuano
Fonte: http://tinybuddha.com/blog/10-things-ive-let-go-of-and-how-this-has-set-me-free/
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...