Pesquisar este blog

Traduzindo

sábado, 23 de novembro de 2013

CHAMADO DE PREM BABA



"Amado Amigo! Alegrias!

Quero partilhar com você alguns sentimentos com a intenção de aliviar o peso neste momento da sua travessia. Especialmente para você que está sob a pressão da mente coletiva, nos grandes centros urbanos, onde a violência cresce assustadoramente a cada dia.

Como já pude dissertar em outras ocasiões, estamos no ápice do parivartan, a grande transformação planetária, e isso não é qualquer coisa. Sei que palavras não conseguem expressar o fenômeno na sua totalidade, mas ao mesmo tempo não deixam de ser uma maneira de criar um espaço de compreensão e conforto.

Durante esse ciclo de Saturno, precisamos redobrar nossa atenção e afinar nossa discriminação em relação à escolha dos ambientes e situações nas quais somos levados a nos envolver. Normalmente costumo fazer analogias dos momentos que passamos com cenas de filmes. Comparo esse ciclo do tempo com a cena do filme Harry Potter 6, quando a mal entra em Hoggwarts. Esse é o início da parte mais importante do filme. A batalha entre o bem é o mal é acirrada, e decisões e escolhas radicais precisaram ser feitas para que o bem possa vencer o mal.

Quando penso em 2014 e 2015, sinto de dizer: Apertem seus cintos de segurança; estamos entrando em zona de turbulência! O poder do amor está crescendo e o potencial para ele despertar nas pessoas é muito real, mas com isso as sombras se desesperam e tentam roubar o trono da sua confiança. O seu cinto de segurança é o sadhana (prática espiritual). Mas, você pode usar também uma “capa de invisibilidade”, que faz com que o mal não te veja. Essa capa é a gratidão. Se puder diariamente agradecer pelo milagre da vida e por tudo de bom que tem recebido, você se tornará invisível para o mal. A gratidão tem o poder de parar o tempo psicológico, e a presença que ela evoca abre o campo das infinitas possibilidades. Assim, além do japa (repetição de mantras), da meditação (mesmo que seja por 5 minutos diários, divididos em 5 períodos de 1 minuto, conforme tenho ensinado), da oração e do serviço desinteressado, eu estou chamando a sua atenção para o uso intencional da gratidão.

Tenho falado repetidamente que a gratidão abre os portais dos reinos celestiais, mas sei que poucos conseguem ouvir e colocar em prática esse ensinamento tão simples devido ao comprometimento com o mal. A reclamação e as lamúrias ativam a vítima dentro de você, e alimentam uma terrível carência sem fim. Assim, os ciclos autoperpetuadores são ativados no universo negativo e você desce vertiginosamente em queda livre. E quando pensa que já chegou ao fundo do poço, continua a cair ainda mais. Sabemos que o contrário também é verdadeiro; que os ciclos autoperpetuadores podem ser acionados no universo positivo, e você pode se expandir também de forma infinita. Para isso, se faz necessário interromper o movimento descendente. E isso é possível quando, através da vontade consciente, colocamos o poder criativo em movimento, a serviço do bem. Isso somente será possível quando você verdadeiramente puder ser grato pela vida.

Então, eu sugiro que, através do agradecimento, você dê esse passo em direção à felicidade e à proteção espiritual nesses tempos tão difíceis de transição. Agradeça a Deus pelo milagre de estar vivo e por tudo que você já pode agradecer. Lembre-se apenas que esse poder não pode ser acionado se o agradecimento for “da boca para fora”. Essa magia só é possível quando você se permite verdadeiramente sentir gratidão no seu coração. Assim, você se afina com a luz e com o amor. E é essa luz que vai dissolvendo os pactos com o mal que tem gerado tanto sofrimento na sua vida.

Sugiro que você renuncie a lamúria; que rompa definitivamente com todo tipo de acusações ou reclamações de coisas que você nem mesmo compreende. Já disse e torno a dizer: Se você quer ter paz na vida, se faz necessário renunciar o jogo de acusações e o julgamento. Lembre-se de que Saturno não brinca em serviço. Vigie seus pensamentos, suas palavras e ações, pois esse é um tempo de apuro e de importantes decisões.

A quem você serve? Quem é o seu senhor? Se você quer ser canal do amor e da sabedoria, para poder desfrutar de paz e prosperidade, será necessário deixar de ser canal da maledicência e da guerra. Aprenda fechar a boca para evitar falar do seu irmão, pois essa negatividade direcionada para o outro, automaticamente volta para você, de forma mais intensa e imediata.

Seja um canal da gentileza e das bênçãos. Reze pelo seu irmão. Vibre para que ele seja feliz. Isso precisa ser em tempo integral. No mínimo uma vez por dia. Pois, de nada adianta rezar LOKA SAMASTA SUKHINO BHAVANTU OM SHANTI SHANTI SHANTI (que todos os seres sejam felizes e que haja paz), se você continua irresponsavelmente sendo canal do medo e do ódio, segregando discórdias e maldades.

Chegou a hora de ser firme e determinado na prática do bem, e as principais chaves para esse período de transição são a gratidão e a oração. Assim vamos, pouco a pouco, nos elevando; até que possamos nos espiritualizar a ponto de ver a vida com os olhos do espírito e não com os olhos da matéria. Pois o olhar espiritual nos permite ver o jogo na sua forma mais abrangente, e ilumina a compreensão que não nos deixa cair na armadilha do julgamento, e consequentemente da criação de mais karmas negativos que acabam nos enredando ainda mais nas teias do sofrimento.

É tempo de subir. Mas, é como subir uma escada - sem a devida atenção, fica fácil desequilibrar e cair. E o tombo pode ser grande e pode machucar. Mas, mesmo que isso aconteça, sugiro que você não se lamente. Se você caiu, apenas trate de levantar e renovar seus votos. O que passou a um segundo atrás já foi. A chance da liberdade está aqui e agora é não no segundo que se passou. Se você caiu na lama, não fique ali caído, tentando entender porque caiu ou filosofando - apenas levante e continue. Renove. Sua única chance de experienciar liberdade está no aqui e agora, e a gratidão te coloca no momento presente.

Para te ajudar a manter essa atenção, quero propor que, pelo menos nesse período, além das suas práticas regulares e do que acabei de sugerir, que façamos uma corrente mundial com o Gayatri mantra por 24 horas. Sugiro que iniciemos às 8h da manhã de domingo, dia 24 de novembro (horário de Brasília), até 8h da manhã do dia 25 de novembro.

Independentemente de onde você estiver, se comprometa com pelo menos uma hora. Quanto mais tempo melhor. A repetição do mantra pode ser feita internamente ou vocalizada; pode ser feita quando estiver sozinho ou em grupos de amigos. Faça como quiser. A corrente acontecerá naturalmente, levando em consideração que pessoas do mundo inteiro estarão fazendo pelo menos uma hora de repetição. Assim, mesmo que haja algum espaço vazio (quando ninguém está realizando a prática), isso não afetará a corrente. Mas, sugiro que, pelo menos, das 15 às 16h (horário de Brasília), todos possam realizar essa prática. Nesse momento, nos conectaremos e fortaleceremos a corrente. Com isso, conseguiremos dissipar um tanto das nuvens escuras de medo e de ódio que foram acionadas devido ao crescimento do poder do amor nesse ciclo do parivartam.

Se o que acabei de propor lhe pareceu confuso, não se preocupe; apenas tente dedicar uma hora (entre 15h e 16h, no horário de Brasília) para a repetição do Gayatri mantra. Faça isso como e onde quiser, repetindo internamente ou vocalizando em voz alta. Apenas se conecte com o poder transcendental desse mantra que tem o poder de elevar a energia e fazer a alquimia das sombras em luz.

E lembre-se de que estarei com você hoje e sempre.

Em breve darei mais sugestões e atitudes que visam facilitar a sua passagem nesse ciclo do tempo.

Com amor e bênçãos,
Prem Baba


OM BHŪR BHUVA SVAH
TAT SAVITUR VARENYAM
BHARGO DEVASYA DHĪMAHI
DHIYO YO NAH PRACHODAYĀT"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...