Pesquisar este blog

Traduzindo

domingo, 24 de novembro de 2013

COMO PROTEGER SUA AURA, SEU CAMPO DE FORÇA E FONTE DE PODER


Sua primeira necessidade na autodefesa psíquica é uma aura bem fortalecida! Neste texto, portanto, vamos considerar o que a aura é e como ela pode ser fortalecida.
TAMBÉM A SUA AURA, ATRAVÉS DA PRÁTICA E PENSAMENTO CORRETOS, TEM O PODER DE IMPEDIR ABSOLUTAMENTE A APROXIMAÇÃO DE ENTIDADES NÃO-MATERIAIS SEM A SUA PERMISSÃO.
ESTANDO VOCÊ ACORDADO OU DORMINDO, NENHUM INTRUSO ASTRAL, NÃO MATERIAL PODERÁ PENETRAR O “CAMPO” DE UMA AURA PSIQUICAMENTE DESENVOLVIDA.
“A aura está associada com o corpo astral, uma emanação de energia da personalidade total que é radiada pelo corpo astral; tecnicamente isto se chama o campo de força Beta, sendo que sua contra parte física é a aura elétrica, ou campo de força Alfa, que é radiada pelo organismo físico.
Muitos fenômenos, geralmente considerados de origem psíquica, são, na verdade, produzidos pela aura elétrica.
A armadura brilhante de sua aura, no entanto, é uma parte natural de seu ser.
O “vestir” é comparável ao brilho dos olhos ou à frescura da pele que “vestem” uma pessoa saudável.
Você veste seu personagem (mito pessoal) no mundo com os seus pensamentos, com as suas emoções, com sua aura.
UM verdadeiro Mago “vigia” seus pensamentos, suas emoções em cada minuto, ele evita sintonizar com canais escuros e sombrios de energia de egrégoras que se unem inconscientemente por afinidade emocional negativa e são re-unidos no plano astral pela lei da atração.
A força é a Luz da Alma que ilumina o plano mental superior - inteligência intuitiva, razão pura, em níveis supremos da mente - a Alma é a estrela da “sorte” que nos guia e nos orienta.
A imagem mágica de um guerreiro poderoso em seu carro (segue nos planos mentais superiores ) coroado (com a Humildade) e armado (pela Justiça) indica a força do poder e do controle da mente superior (Budhica);
A Alma assume o carro do destino com a Força, o amor, a Sabedoria, Inteligência intuitiva, a Justiça, e a severidade para realizar a Vontade Divina.
O Mestre segue com a consciência da Unidade, das leis da Vida, e respeita às Leis de Deus, não vive para si mesmo , senão para toda a humanidade, seu único propósito é favorecer a evolução e agir em harmonia com o Uno.
As virtudes do Guerreiro são a Energia e a Coragem.
A maturidade, a concentração, paciência e a disciplina são os atributos da sua Força.
O guerreiro segue guiado pelo Espírito quando é disciplinado, concentrado, equilibrado e segue em harmonia com a Unidade, Ele é um instrumento da Vontade Divina.
Eu sou Aquele que tudo é.
O guerreiro guiado pela emoção negativa é indisciplinado, e fica tomado pela emoção, dominado pela inveja, ambição, maldade, pelo ódio, desejo de destruição, egoísmo e cego é atraído pelo vício; segue nessa “onda” sem direção, sem destino e é guiado pela massa.
Mas, aquele que vive com uma personalidade muito forte e é dominado, pode ser que ele viva à sombra do outro.
É importante para o dominador "conservar" com a sua forte energia o outro, prisioneiro da sua aura.
O dominado pode se sentir protegido e hipnotizado, segue o outro passivo e escravo.
O ódio re-une o guerreiro para lutar contra si mesmo, e assim ele luta contra a Unidade. A Inconsciência aprisiona a Personalidade na desordem do carma e o guerreiro segue girando na roda do karma individual e coletivo.
A Luz da Alma é a Luz do Espírito Santo, Eu Superior. Quando seu coração e sua mente estão protegidos com a luz Divina, você está um “ungido do Senhor”, coroado com a Proteção do Altíssimo."
Um guerreiro protegido com a Luz de Deus segue em frente no comando do seu destino, e está protegido com o Poder da Luz do Divino Uno. UM guerreiro divino sabe que a Unidade é a sua Luz e que ele não usará sua força contra a Unidade.
E se Deus está no comando da minha mente, quem poderá contra mim?
Um curador precisa ter consciência do poder de Deus.
A força de Deus está na luz da consciência que procura não perder sua harmonia interior e procura agir como um Iniciado, um Buda, como Alma, com a Divina Presença.
Se você se sente melancólico ou deprimido, ou irado, com medo estará mais vulnerável ao fluxo vibratório da aura de outra pessoa e poderá absorve-lo – seja ele bom , mau ou indiferente.
As forças da escuridão estão unidas pela lei da atração em sua vibração e sintonia e aquele que usa essa energia torna-se escravo dela e segue o seu destino dentro dessa egrégora coletiva. A escuridão desperta as sementes malignas adormecidas de cada um.
A aura reflete a situação de todos os níveis de consciência.
O medo é o pior inimigo do Adepto e da harmonia.
A escuridão está em toda parte, e um Mestre segue com a mente nos planos superiores com a consciência do Eu superior e não está re-ligado com o mundo astral inferior.
O Mestre teme a Justiça Divina e segue protegido por ela.

O Eu Superior, Divina Presença, Espírito Santo é a fonte para você de todas as águas inexauríveis da benção e proteção Divina.
Quando o Mestre está mobilizado para o Bem de todos, a força da União de todas as Almas entra em seu coração e ele cura e está protegido.
O pior inimigo do Iniciado é ser dominado pelas emoções negativas, ele escurece sua aura e pode ficar vulnerável.
O “fio da navalha” de um curador é a sua arrogância, ao sentir que seu poder é da sua Personalidade. O aperfeiçoamento do caráter é sua meta, e o trabalho é definido pelo bem de todos.
Um Mestre quando trabalha para a cura, diz:
Seja feita a vontade de Deus. Amem!
Eu sou um instrumento da Luz Divina.
Eu Sou Luz! Eu e Pai somos Um-a só consciência.
ESTEJA CONSCIENTE DE SUA AURA! AS OUTRAS PESSOAS ESTÃO CONSCIENTES DELA: ELAS A SENTEM COMO PODEROSA OU FRACA, ATIVA OU QUIETA, BRILHANTE OU ESCURA.
A aura Brilha quando você está esta iluminado com a alegria de viver, com a luz da esperança e do amor em seu coração.

QUANTO MAIS CONFIANÇA VOCÉ TIVER NA SUA AURA, MAIS FORTE ELA SE TORNARÁ.
Semelhante a esses atributos físicos, ela cresce de dentro; e, enquanto a consciência disso certamente lhe infiltra coragem, SUA AURA SE TORNARÁ AINDA MAIS FORTE À MEDIDA QUE SUA CORAGEM AUMENTA!
QUANTO MAIS FORTE SE TORNAR SUA AURA, MAIS FORTE TAMBÊM VOCÊ SE TORNARÁ!
Meditação – A proteção “A Torre de Luz”
1. Respire profunda e regularmente com a Unidade (continue através da prática).
2. De maneira progressiva relaxe seu corpo inteiro. (Você pode muito bem usar o Plano de Relaxamento Criativo com frequência, mas às vezes, um método mais breve pode ser suficiente.)
Relaxe em profunda harmonia com tudo e com todos.

3. Fique ereto, sem tensão, os braços caídos. (Fazendo uso prático deste método, você pode não achar possível, nem razoável, ficar de pé.
Se estiver caminhando, caminhe em posição vertical, compassada e calmamente, com os braços soltos e relaxados.
Se estiver sentado, sente-se com a espinha ereta, os pés paralelos e firmemente plantados, as palmas das mãos sobre as coxas.
Em qualquer um dos casos, continue com o que segue, como se você estivesse de pé. Porém, quando fizer o exercício diário, deverá SEMPRE ficar de pé, a não ser que esteja impedido por sérias razões de saúde.)
4. Visualize à sua volta um longo elipsóide de intensa luz azul brilhante. Ele se estende até aproximadamente 20cm além da superfície do seu corpo, em toda a volta e por 40cm acima da sua cabeça e abaixo do nível do chão, a seus pés.
(Sua aura psíquica é muito mais extensa que isso, e é normalmente vista em prata; mas, para fins de defesa, você precisa que ela seja azul e é mais fácil criar as condições de que necessita neste diâmetro menor.)
5. Quando você puder visualizar (ou estar simplesmente consciente) este campo bem definido de intensa luz azul brilhante, circundando-o por inteiro, visualize dentro da parte superior da aura, levemente acima de sua cabeça (sem tocar), um globo de luz branca brilhante.
6. Concentre sua atenção neste globo, a fim de que ele se torne mais brilhante, de um branco incandescente, como magnésio em combustão (não precisa olhar para cima, apenas sinta a sua presença).
Você está fazendo esta imagem para representar a Luz do seu Ser Superior, que está na verdade ali; e imagina esse globo SOBRE sua cabeça, não a tocando.
7. Esteja consciente dessas duas imagens: o elipsóide azul intensamente brilhante, no qual você estará inteiramente contido e o globo branco fulgurante sobre sua cabeça, ocupando o ápice da forma áurica.
8. Consciente do globo brilhante sobre sua cabeça, anseie pelo mais alto Bem e harmonia que for capaz de conceber; compreendendo, embora este globo seja um símbolo visual, que ele representa uma parte da verdadeira Força Divina.
9. Quando sentir-se preparado, veja o globo deslumbrante enviando para baixo uma luz branca brilhante. Essa luz, cheia de raios prateados, inunda sua aura, e ao mesmo tempo permeia-lhe por inteiro, correndo vibrantemente através de você.
10. A concha externa de sua aura permanece definida com perfeição como um elipsóide de intensa luz azul, preenchida agora com a luz branca viva, vibrante e brilhante.
Continue esta formulação por algum tempo (tanto quanto puder se concentrar), vendo-a como uma realidade viva e em movimento.
O brilho flui para baixo continuamente sobre você e à sua volta — ele é inesgotável, porque é uma parte da Fonte Todo — e ele circula continuamente em sua aura, fulgurante e brilhante, reforçando aquela firme concha externa azul, claramente definida e brilhante.
Esteja consciente de si mesmo, alegre e alerta para o centro desta gloriosa manifestação do Divino Poder!
11. Deixe que isso se desvaneça de sua consciência, sabendo, ao mesmo tempo, que ISSO NÃO FOI APAGADO DA REALIDADE.
Deve ficar claro que, quanto mais freqüente e sincera- mente você praticar isso nas horas de folga, quando não houver nada para distrai-lo ou perturbá-lo, com maior rapidez e efetividade você será capaz de realizar isso quando necessário.

Se você tem dificuldade de visualização, tente, nos momentos de folga, visualizar algum outro objeto mais simples, tornando sua imagem mental o mais clara e definida possível.
Lembre-se sempre de que qualquer visualização desejada é um processo mental; você não está tentando produzir uma ilusão de ótica ou uma alucinação autônoma, mas um símbolo que representa alguma coisa que realmente existe, e que pode induzir seu funcionamento.
Existem situações em que precisamos nos proteger do perigo rapidamente. No caso de algum perigo físico, você deveria, é claro, empregar medidas sensatas para proteger-se no plano material; mas a defesa psíquica também pode ser ainda um reforço excelente quando as defesas materiais foram atendidas, além de •ser um incentivador moral para você.
Existem também situações, no entanto, em que não há nenhuma coisa terrena que você possa realmente fazer.
Tais situações podem aparecer se encontrar-se aparentemente à mercê das forças naturais; e, algumas vezes, acontece que a pessoa se encontra nas mãos de um ser humano que pode muito bem ser uma força cega da natureza, na medida em que nenhum apelo à razão ou sentimento ajudará.
Em tais casos, o seguinte método de Emergência Torre de Luz é valioso, embora sua eficácia dependa muito da força de sua aura. Em outras palavras, não brinque com um sucesso não merecido, embora isso possa ocorrer: você deve exercitar o método Regular diariamente e (tendo-o praticado até um estado de competência) usar o método de Emergência só em caso de necessidade.
Em tais circunstâncias, ele PODE desviar ou mesmo dominar o impulso de violência de um assaltante, ele PODE ser um momento de descanso entre os golpes dos elementos.
Além disso, ele pode acalmar e iluminar sua mente, e talvez trazer às suas percepções conscientes alguns detalhes muito importantes, que farão uma diferença vital ao seu bem-estar.
A Torre de Luz (Método de Emergência)

1. Visualize imediatamente o elipsóide áurico de um azul brilhante e intenso ao seu redor, e, dentro de seu ápice, bem acima de sua cabeça, a brilhante esfera branca de luz do seu Ser Superior.
2. Consciente do globo brilhante acima de sua cabeça, peça ao Bem supremo a capacidade de compreender; embora este globo seja um símbolo visualizado, entenda que ele representa uma parte da Força Divina da Unidade.
3. Veja essa fascinante esfera enviando para baixo uma brilhante luz branca. Esta luz, cheia de faíscas prateadas, inunda sua aura e, ao mesmo tempo, permeia você completamente, caminhando com intensas vibrações através de seu corpo. Veja o contorno azul forte da dura concha protetora de sua aura.
4. Mantenha essa visualização o tempo que for necessário ou o quanto você razoavelmente se sentir capaz.
QUANDO VOCÊ DEIXAR A IMAGEM DESAPARECER DE SUA CONSCIÊNCIA, SAIBA QUE A REALIDADE DESSA PROTEÇÃO AINDA CONTINUA INVISÍVEL A SEU REDOR!
Nos momentos de puro perigo psíquico, este método certamente funcionará para você, se estiver praticando o método Regular com lealdade e sinceridade.
Este é um meio excelente de “voltar-se para dentro”, contactando seu Ser Superior e percebendo com rapidez a perfeita integridade de uma forte defesa que já está aí.
Também nos momentos de perigo físico, como já observamos, especialmente quando a defesa por meios materiais é impossível, este tipo de ação psíquica tem resultados surpreendentes.

Um casal de meia-idade, pessoas esclarecidas e cordiais, estava uma noite voltando para casa vindo da casa de u. vizinho, onde, por alguma razão especial, tinha permanecido até mais tarde do que pretendia.
De repente, encontrou-se rodeado por um grupo de caras esquisitas: adolescentes zombeteiros e ameaçadores, que pediam seus pertences. Em situações como aquela, o casal sabia, o fato de oferecer jóias e dinheiro podia não salvar a vida da vítima.
NO ENTANTO, AMBOS ESTAVAM BEM ATENTOS À PRESENÇA DE SEUS SERES SUPERIORES. DE MÃOS DADAS, ELES SE COLOCARAM IMEDIATAMENTE DENTRO DA TORRE DE LUZ E CAMINHARAM CORAJOSAMENTE PARA A FRENTE. NÃO FORAM MAIS MOLESTADOS.
É uma pena que não tenhamos meios de saber o que aconteceu com a gangue de jovens, mas sabemos que esse é um exemplo típico da proteção dada pela Torre de Luz, em caso de perigo físico.
Mas podemos empregar esses métodos só para autoproteção?
E para nossas casas, nossos filhos, outras pessoas que amamos e nossos animais de estimação?
Podemos proteger a todos.
Como dissemos, a aura pessoal se estende, na realidade, muito além do que podemos imaginar, para nosso próprio uso pessoal. Podemos, no entanto, através da visualização e da ação dé nosso Ser Superior, tornar a extensa proteção de nossa aura poderosa para todos aqueles que “estão à nossa volta”.
Os bebês, ao nascer, dividem a aura da mãe e continuam a fazer isso até que sua própria aura esteja desenvolvida o suficiente para funcionar com independência.
Frequentemente, mesmo uma família de adultos que vivam juntos partilhará, até certo ponto, de uma aura comum; também os professores observam que uma classe feita dos mais diversos temperamentos desenvolverá, não obstante, um caráter geral, uma “aura de grupo”.
Na vida natural, os animais também costumam dividir a aura com seu grupo ou família; os animais domésticos, por outro lado, dividem a aura de sua família “humana”, algumas vezes de uma pessoa em particular. Todas essas afinidades nos mostram como proceder.
Desde tempos remotos, em várias sociedades humanas, a bênção de um parente, professor ou irmão mais velho, era considerada como portadora de um valor, força e autoridade especiais.
A pessoa mais velha pode justamente invocar a Luz do seu Eu Superior, para proteger uma pessoa mais jovem, pela qual ele ou ela é responsável. À medida que a natureza espiritual se desenvolve, aumentando e fortalecendo nossa aura, assim também o número de pessoas que podemos abranger dentro de seu poder benevolente aumentará.
Aqui estão algumas variantes em relação à fórmula principal da Torre de Luz, para mostrar como esta pode se adaptar a circunstâncias especiais para conferir uma bênção.
Para um bebê ou um animal pequeno, você deveria abraçar o pequeno em seus braços, enquanto realiza a Torre de Luz. Ao visualizar sua concha áurica, você a “verá” incluindo ambos.
Tendo completado, dê a bênção dizendo palavras como Deixe que o benefício da Luz seja também lançado sobre...

Para uma criança mais velha, um adulto ou um animal maior, você pode ficar de pé ou sentar-se;
Dê ao receptáculo de sua bênção um abraço carinhoso de amor real e permaneça assim enquanto realizar a Torre de Luz (veja sua aura rodeando a ambos).
Abençoe como o descrito acima.
Para um adulto menos familiar, você pode ficar de pé face a face com a pessoa, segurando ambas as mãos, braços caídos para os lados e realizar a Torre de Luz vendo sua aura envolver a ambos.
Abençoe como o descrito acima.
A Casa. Se você praticar a Torre de Luz regularmente, a casa partilhará das vibrações protetoras e benéficas assim criadas.
Para uma eficiência maior, você pode, a qualquer momento, enquanto realiza a prece, e assim andar pela casa — consciente de sua brilhante aura — colocar as palmas de ambas as mãos sobre cada uma das portas e janelas, pronunciando palavras como:
“Que esta porta seja abençoada para as nossas idas e vindas e impeça a entrada de qualquer mal..." (ou palavras adequadas para uma janela).
Nota. Sua aura não é fixa, tanto na posição quanto na forma.
Quando você está de pé, com as mãos dos lados, sua forma é elipsoidal; quando você afasta as mãos do seu corpo, sua aura naturalmente mudará de forma para acomodá-las, e cada braço permanece envolto pela luz áurica.
Qualquer que seja a forma que a aura assuma com seus movimentos, ela retém a força protetora de seu contorno.
A FORÇA DA AURA

A aura pode ser de tal força que mesmo materiais e atividades terrenas podem ser desviados pelo seu poder.
Os anais de operações de guerra, por exemplo, através dos séculos, contêm um número de casos estranhos mas irrefutáveis sobre soldados que permaneceram ou avançaram incólumes numa saraivada de mísseis, fossem eles flechas, lanças ou balas.
Muitos guerreiros ameríndios famosos mantiveram a reputação de ter feito isso repetidas vezes.
Pessoas de vários lugares, incontavelmente, sobreviveram a massacres, terremotos, desastres de toda sorte.
Depois do acontecimento é normalmente impossível provar as circunstâncias exatas, mas a difusão do testemunho humano não pode ser desprezado.
Algumas vezes, pessoas que ficaram soterradas sob edifícios desmoronados, por exemplo, declararam depois que tinham tido a certeza de que, se elas mantivessem sua coragem viveriam até serem resgatadas;
Muitos outros homens e mulheres conheceram esse sentimento, ao escaparem de uma derrapagem, ao pularem sobre uma fissura ou fazendo alguma outra coisa que nunca virou notícia.
PORQUE FOI BEM-SUCEDIDA.
“Eu sabia que podia fazê-la”, eles dizem.
“Sentia-me com sorte.”
Isso, é claro, não explica tudo; há muitas pessoas corajosas que foram mortas, e inumeráveis “premonições de desastre” que se reduziram a nada e permaneceram inexplicadas.
MAS ESTA SEGURANÇA SAUDÁVEL, QUE NOS AJUDA A TOMAR DECISÕES CORAJOSAS, JUSTIFICA-SE VEZ APÓS VEZ, ASSIM COMO O SENTIMENTO DE VIVER COM ELA.
Isso não torna a pessoa para sempre à prova de morte.
(Nenhuma pessoa razoável proclama isso e uma vida vivida plenamente faz seus próprios ajustes para aquele desejo.)
ISTO SIGNIFICA QUE VOCÊ VIVE CADA MOMENTO DE SUA VIDA!
ISTO SIGNIFICA QUE VOCÊ VIVE PARA ALGUMA COISA MAIS PERTO DO SEU POTENCIAL, NÃO COMO UM INVÁLIDO PSÍQUICO!
ISTO SIGNIFICA QUE SUA AURA PODEROSA O MANTERÁ FORA DO ALCANCE DE MUITAS FONTES DE POSSÍVEL DANO!
Frequentemente, podemos ver o dano que não aconteceu. Um exemplo muito bom, entretanto, aconteceu na Inglaterra, no século dezessete.
Isso foi tão notável que esse dia tem sido comemorado na tradição local, assim como preservado nas lembranças históricas.

Congleton, em Cheshire, uma região nas fronteiras de Gales, era uma vila tão longínqua que parecia estar além da Grande Praga, que naquele momento estava matando centenas de pessoas em Londres.
Os proprietários de terras, fazendeiros e comerciantes de Congleton souberam da epidemia, mas muito pouco se conhecia sobre infecção naqueles dias e parece que ninguém ficou apreensivo quando alguém de Londres mandou de presente peças de pano para seus parentes de Congleton.
Assim a praga chegou à vila, trazendo a morte para várias pessoas e um cego terror para quase todas.
Aqueles que puderam fugir, fugiram.
Isto levou uma considerável parte da população, porque em Congleton, naquele tempo, muita gente trabalhava em casa, fazendo cordões de couro arrematados com metal, com os quais se amarravam as roupas dos homens e mulheres.
Aqueles que tiveram de permanecer ou que escolheram não abandonar suas casas tentaram salvar-se evitando qualquer contacto com os vizinhos.
No entanto, esse comportamento pouco ou nada adiantou para afastar a infecção mortal dos receosos e tornou as coisas ainda piores por deixar os feridos e moribundos sem atendimento em suas casas.
Este tipo de coisa aconteceu praticamente em todos os lugares atingidos pela praga: Congleton era como o resto e não tinha nem a organização nem os recusros de uma grande cidade.
Uma jovem, no entanto, não foi afetada pelo pânico geral.

Ela foi de casa em casa, cuidando dos enfermos, e a praga não a tocou. Ela reagrupou os temerosos e encorajou os caridosos a fazerem frente ao desastre.

Numa das casas, o pai, a mãe e todas as crianças, com exceção de uma, morreram da praga. Bess — este era o nome da heroína — recolheu a menina daquele lugar mortal e levou-a para sua própria casa, para cuidar dela.
Assim como ela, a criança sobreviveu incólume.
“Bess de Congleton” é lembrada até hoje como um exemplo, não só pela coragem e amabilidade, mas também pela proteção que a coragem dá àqueles que prosseguem sem hesitação.
Uma das coisas que podemos aprender deste exemplo é a importância de não danificar a nossa aura protetora por dentro, criando “fantasias de terror” em nossa imaginação.
Mas é muito relevante observar aqui como no tempo de Bess de Congleton e mesmo antes, enquanto outras infecções e doenças perigosas, tais como “a febre maculosa”, eram olhadas com relativa calma;
O mero nome da “praga” tinha causado tal efeito na imaginação popular que ela tinha o poder de paralisar a opinião das pessoas, mexer com suas emoções normais e minar suas resistências.
Tal poder também pode ser observado nos séculos seguintes, originado pela varíola, quando a terrível doença era geralmente chamada de “V”.
A ameaça do câncer, em nossa época, tem sido também um pesadelo similar, e teria sido mesmo se tivéssemos seguido o comando daqueles que o chamavam simplesmente de “aquilo”;
Mas uma higiene sadia de realismo e esperança está começando a colocar o espectro na sua devida dimensão para os pacientes, assim como para suas famílias."
Phillips e Deinng
Pesquisado por dharmadhannya

2 comentários:

  1. Su sitio es maravilloso y diverso. Inválida y insomne ​​estoy siempre ocupado gracias a ti.
    ¡Buena suerte!

    ResponderExcluir
  2. Que bom saber disso!
    Volte sempre. Grata pela leitura.

    Abraço
    Angela

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...