Pesquisar este blog

Traduzindo

sábado, 14 de julho de 2018

Karma Ancestral


A jornada ao longo do caminho é individual e, às vezes, solitária. Mas não podemos negar a realidade daqueles que percorreram o caminho antes de nós, e os que virão depois de nós. Quer reconheçamos ou não, todos os nossos ancestrais (conhecidos ou desconhecidos) interagem com a nossa frequência em um nível sutil. Alguns podem se encontrar perdidos, vagando, ressentidos, emocionalmente abalados e/ou desorientados. Isso nos afeta em um nível inconsciente dificultando nossa ascensão e bloqueando nossa caminhada ao longo do caminho.
Os nossos antepassados são capazes de causar um profundo impacto positivo ou negativo sobre nossas vidas, similar ao que ocorre com os nossos outros  “eus” paralelos, em nossa consciência. Sua energia reside dentro de todos nós através do nosso DNA, e tem a potencialidade de influenciar nossas vidas diárias através de sua consciência viva. Sem mencionar o fato que muitos de nossos antepassados são partes de nossa essência fragmentadas operando em outra história. Os nossos antepassados desenvolveram seus próprios padrões, crenças, atitudes e desejos e como tal geraram programações kármicas que ficaram impregnadas em sua consciência e parcelas de almas. A descendência de toda hierarquia familiar sofre as programações de seus antepassados tendo em vista de funcionarem em uma frequencia de  vínculos kármicos similares que se adequam no mesmo propósito de em algum momento romperem o padrão que os mantêm presos na roda de samsara.
Quando os antepassados desejam cumprir suas programações através de seus descendentes, um imprinting que funciona como um campo energético é criado.  Desta forma, nossos ancestrais jogam  um papel enorme  em nossa experiência de vida presente e em nossos “eus” paralelos, muitas vezes sem o nosso conhecimento. Seus traumas nos afetam através desta impressão energética , dando continuidade ao padrão kármico repetitivo e enquanto não resolvidos, continuam a ser transmitidos através da linhagem para nós e, em seguida, para a nossa prole.
Considere que este tipo de influência e toda esta energia cármica tem o potencial para criar blocos, problemas e desafios e muito mais Karma, que em última análise limita a nossa capacidade de expressar e atualizar o nosso ser espiritual verdadeiro e de herdar o nosso potencial infinito.
Por vezes quando algum descendente equilibrou o seu carma pessoal até certo grau volta a roda de samsara para ajudar a curar, equilibrar e transmutar o carma ancestral da família. Famílias inteiras podem ser afetadas dessa maneira, no entanto, apenas um ente familiar é suficiente para “quebrar o molde” e liberar padrões ancestrais debilitantes e retidos ao longo do tempo. Além disso, isso também vai ajudar os antepassados  a evoluírem no nível de consciência onde se encontram. Muitos descendentes assumem o compromisso de romper estes padrões o que o fazem por inúmeras vidas consecutivas até que o padrão kármico repetitivo de toda a cadeia familiar seja dissipado. Toda descendência que atingiu certo grau evolutivo tem o compromisso de fazer o rompimento da cadeia kármica ancestral.
Como exemplo, podemos citar alguém que tenha problemas de ordem material/financeiro. Se o mesmo observar e pesquisar seus antepassados encontrará padrões obstrutivos semelhantes onde então trabalhando a cura e limpeza destes antepassados alcançará um maior fluxo de abundância em todas as áreas de sua vida, especialmente nas áreas de recebimento de dinheiro.
Muito comum também é um padrão kármico não resolvido de um antepassado ressaltar nas vidas posteriores de seus descendentes  o que poderá ensejar em um novo conflito potencial energético. Inimigos de outrora podem ressurgir através da linhagem ancestral até que o mesmo seja dirimido e o padrão kármico resolvido.
Crenças ancestrais sobre dinheiro, trabalho, relacionamento, sucesso e riqueza podem se estender por inúmeras encarnações a sua descendência. Seus antepassados podem ter tido crenças, julgamentos e pensamentos sobre o dinheiro sucesso e riqueza de uma época em que a riqueza foi medida por quantas cabeças de gado que possuíam. As coisas estão definitivamente diferentes agora, mas quanto da programação ainda está sendo executada dentro de você?
A história de catástrofes, fome, guerras, ruína financeira, vícios, rompimentos afetivos e toda a intensa luta pela sobrevivência que os nossos antepassados sofreram influenciam potencialmente o nosso processo de cura em especial se mantivermos uma identificação com os mesmos padrões identificados em nossos ancestrais. Esteja você alinhado nos mesmos padrões de seus ancestrais ou reagindo ou discordando dos mesmos criará um desequilíbrio energético para a sua vida. Lembre-se que sua resistência ou reação a qualquer coisa só a mantém  energizada dentro de você.
Cada ação, cada palavra e cada pensamento são registrados no campo de energia de nossa alma e irá refletir a qualidade da nossa freqüência vibratória em todos os nossos “eus paralelos” e consequentemente em toda a nossa linhagem ancestral. No momento em que tomarmos a decisão de gerar ações que evoluam a nossa alma  e optarmos por não mais alimentarmos os mesmos padrões de comportamento repetitivos inconscientes de nossos “eus “ paralelos e de nossos ancestrais, vamos começar a elevar a nossa frequência vibracional quebrando o ciclo da roda de samsara.  Essa mudança de nossa energia vai mudar a qualidade de nossas circunstâncias de vida afetando o que está sendo criado por nós em todas as realidades onde nos mantemos conectados através de nossas frações de almas e alterando fundamentalmente a cadeia do dna de toda a nossa ancestralidade.

Eu Sou Maiana Lena, consciência unificada na missão de servir a luz!
http://www.maianalena.com.br/artigo/2016/09/24/karma-ancestral/

terça-feira, 10 de julho de 2018

SEIS TÉCNICAS BÁSICAS PARA PRATICANTES DE MEDITAÇÃO



SEIS TÉCNICAS BÁSICAS PARA PRATICANTES DE MEDITAÇÃO

Um guia com orientações simples que integra meditação, budismo, sabedoria e conhecimentos sobre o cérebro. 
Motivação, diligência, uma meta clara, entender as expectativas e distrações, e manter a postura. Isto é o que um meditador principiante precisa para começar a meditar.
Meditar requer ferramentas pontuais que o ajudarão a manter a disciplina e o êxito inicial, assim como quando você se prepara para começar uma atividade física ou hobbie.
Segundo o especialista John Yates, autor do livro The Mind Illuminated: A Complete Meditation Guide Integrating Buddhist Wisdom and Brain Science, essas são as seis técnicas que se deve utilizar para conseguir meditar e obter benefícios com a prática:
1- Exalte a sua motivação. Depois de se sentar em uma cadeira ou almofada de meditação, recapitule o motivo pelo qual decidiu meditar. Talvez seja para conseguir esvaziar a mente, para melhorar a concentração ou para se iluminar.
2- Coloque metas razoáveis. Não julgue suas metas como boas ou ruins, mas recorde que ter metas claras dá um sentido de direção; seja somente realista com o que se propôs. No início, suas metas podem ser simples, como deixar de fantasiar e sonhar acordado ou passar a ser mais paciente para enfrentar as filas.
3- Vigie suas expectativas. Cuidado para não se apegar demais em alguma meta ou pretender se espiritualizar em demasia, pois você pode facilmente se decepcionar ou ficar preso em algo que ambiciona. Às vezes será mais fácil manter o foco de atenção, mas não espere grandes progressos cada vez que for meditar.
4- Aja com diligência. Quer dizer: coloque entusiasmo genuíno, coloque coração em sua prática, em vez de perder tempo pensando, planejando ou sonhando acordado. Comprometa-se. Não seja tão indulgente e esteja decidido a meditar aconteça o que acontecer.
5- Reveja as distrações. Antes de começar a prática, reveja, perceba, pergunte-se em que estado de ânimo está e faça um rápido inventário do seu dia e do que poderia o distrair; reconheça essas pendências ou emoções, e coloque-as de lado ao meditar (mesmo que não consiga, a intenção já ajuda).
6- Ajuste e mantenha a postura. Observe e ajuste os seguintes aspectos em sua postura:
• Ajuste sua almofada ou acessórios para meditar.
• O topo da sua cabeça, seu pescoço, e suas costas devem estar alinhados; não se incline para frente nem para trás, nem para os lados, fique ereto. Suas orelhas devem estar alinhadas com os seus ombros.
• Sua boca deve estar fechada, dentes entreabertos, a ponta da língua encostada no céu da boca. (* Nota: técnica utilizada para relaxar, unida à respiração).
• Seus olhos podem estar entreabertos, como se estivesse lendo um livro, mas foque o seu olhar no chão.
• Respire pelo nariz de forma natural, nem tão profundo, nem tão rápido; só observe a respiração. Não deve sentir que a respiração está sendo forçada ou controlada.
• Relaxe, aproveite e verifique qualquer ponto de tensão em seu corpo.
• RESPIRE

A MEDITAÇÃO DE 5 MINUTOS QUE PODE TRANSFORMAR OS SEUS DIAS. O IDEAL É FAZÊ-LA PELA MANHÃ OU PELA NOITE, PORÉM UMA SÓ SESSÃO PODE MUDAR A SUA VIDA

A falta de tempo é um dos maiores problemas dos dias atuais, vivemos mergulhados em tarefas, em parte devido à vida capitalista, cujo estilo implica em sempre termos que produzir mais. O tempo escasso é um gerador automático de ansiedade, sempre faz com que sintamos que nos falta algo, seja para consumir ou para viver. A agitação moderna diminuiu a qualidade de vida de maneira impressionante. Aparentemente você pode ter tudo, mas porque se sente ansioso ou vazio? Na realidade, o que parece nos preencher não tem a ver com o estilo de vida “sem parar” que se leva na atualidade. Tempo de qualidade com a família e com os amigos, estreitar os laços pessoais, sentirmos que somos amados e amar, é talvez o que realmente precisamos.
Enquanto vamos dedicando nossas vidas em objetivos mais profundos do que somente o de atingir um vazio êxito pessoal, uma das maneiras em que você pode recordar a sua mente da necessidade de parar de querer ou de se preocupar com pequenas coisas do presente é a prática da meditação.

Comece a mudar a sua vida dedicando apenas 5 minutos de prática por dia.
• Cronometre o seu relógio por 5 minutos.
• Sente em uma superfície plana e confortável. Na beirada da cama é um bom lugar, pois você pode apoiar bem suas pernas, colocar os pés no chão e manter as costas ereta.
• Coloque uma mão no seu estômago e outra no peito. Feche os olhos.
• Respire lenta e profundamente, de maneira que sinta o seu estômago subir. Agora solte o ar lentamente por 10 segundos.
• Concentre-se na sua respiração durante os 5 minutos.
• Que o seu estômago seja o seu guia. Toda vez ao exalar o ar, sinta os benefícios da sua respiração.

NO CONTEXTO DA MEDITAÇÃO, A SIMPLICIDADE É O PRINCÍPIO DO BEM–ESTAR

Embora existam práticas de meditação ancestrais, focadas na obtenção de estados mentais que requerem o domínio de complexas técnicas, esse paradigma foi se diluindo gradualmente em favor da simplicidade.
Recordemos que a meditação nos leva ao estado natural da mente: de calma, quietude e conexão com a harmonia, deixando para trás os desejos, os medos e as preocupações.
Geralmente, talvez como inércia cultural, estamos sempre preocupados com a vida. Uma mente preocupada consequentemente fica intranquila. Para obter a concentração necessária para meditar devemos aceitar a simplicidade da prática. Parte da simplicidade é sequer nos preocuparmos em alcançá-la.
Até os praticantes mais especializados em meditação concordam em que todos podem ter pensamentos durante o processo. O grande desafio é retornar ao presente, não só estar no presente, afirma o professor e estudioso Peter Russell. Para ele, o desafio em si constitui um ato meditativo.
Qualquer pessoa pode desfrutar dos benefícios de conseguir uma mente calma. A meditação é uma lembrança da harmonia que existe – precedente à intensa bagagem psicossocial que agregamos - e a qual podemos acessar somente com a simplicidade – e a humildade implícita nessa qualidade. Além da busca por iluminação ou qualquer outra conquista acessível mediante essa prática, ao obter uma mente calma, ela mesma nos guiará nos exercícios. Não exija nada dela, não crie expectativas, simplesmente deixe-se levar pela simplicidade do momento. Respire e observe.


O USO DAS DIFERENTES TÉCNICAS QUE PROPÕEM A MEDITAÇÃO PODE IMPACTAR DE MANEIRA IMEDIATA EM NOSSA PSIQUE E CORPO. CITAREMOS ALGUNS DOS BENEFÍCIOS COMPROVADOS PELA CIÊNCIA.

Há quem diga que aqueles que praticam a meditação têm o poder da resiliência em seu favor. Ou seja, são capazes de enfrentar com mais facilidade as situações adversas da vida, tanto como indivíduos como em coletividade. Forças como o estresse, a depressão, a ansiedade e a solidão que são causadas por um ritmo de vida com excesso de estímulos, ou as inúmeras problemáticas sociais e culturais que a cada dia são mais desconcertantes na modernidade.
Todos esses fatores influenciam a nossa maneira de compreender e desfrutar o entorno. Nesse contexto, a meditação provou ser a ferramenta que auxilia na estabilização do nosso ritmo pessoal e impede que esses agentes afetem a nossa paz e saúde integral.
Ao contrário do que muitos pensam, a meditação não é somente para alguns. Há diferentes aulas para cada ritmo de vida, e na Internet é possível encontrar muita informação para os iniciantes. Além disso, não se trata mais de uma técnica complexa destinada aos que estudam filosofias do Oriente.
A meditação já é estudada pela ciência, e existem numerosas pesquisas que confirmam os seus efeitos positivos para a saúde.
A seguir, mostramos sete maneiras em que a meditação pode influenciar positivamente sua vida e todas confirmadas pela ciência:
ESTABILIZA O SEU HUMOR
Diferentes estudos apontam que a meditação é usada como terapia para tratar a depressão e os transtornos de ansiedade. Foram utilizadas desde técnicas básicas de respiração, até a oração meditativa e o yoga. Outra pesquisa conclui que a meditação pode ser efetiva para tratar a ansiedade em um grau similar ao da terapia com medicamentos antidepressivos. Também foi provado que pode reduzir o estresse, contribuir na estabilização de emoções e o sentido do eu, devido ao aumento de concentração de massa cinzenta no cérebro.
SUA MENTE TEM MAIOR DESEMPENHO
A meditação melhora o foco, a atenção, a memória e a capacidade para trabalhar sob cenários de estresse. O estudo que prova isto afirma que com 20 minutos diários de prática, durante algumas semanas, pode se observar resultados de até 10 vezes maior habilidade cognitiva nas pessoas que meditam. Além disso, foi provada a eficácia para o processamento de informação e a tomada de decisões. De igual modo, os benefícios de meditar se estendem à capacidade de fortalecer a inteligência emocional, ou seja, a forma em que valorizamos nossas emoções e as dos outros.
REDUZ A DOR E TORNA VOCÊ MAIS RESISTENTE
Um teste científico comprovou que a meditação inclusive pode ser melhor do que a morfina para aliviar a dor. Por outro lado, também foi comprovado que deixa a pessoa mais resistente. Uma tomografia detectou que o cérebro de um mestre zen podia receber o mesmo estímulo que uma pessoa que não praticava meditação, mas sentia menos dor.
ESTIMULA A SUA CRIATIVIADADE
Foi demonstrado que a meditação de “ monitoramento aberto” pode tornar as pessoas mais criativas, por se tratar de uma prática que induz estados de controle cognitivo, uma espécie de atenção mais ampla, orientada a um número maior de estímulos ou ideias, que contribui gerando o pensamento criativo.
TAMBÉM AUXILIA NA SAÚDE FÍSICA
A meditação proporciona inúmeros benefícios a nossa saúde física. Por exemplo, é uma maneira de regular a pressão sanguínea e, com isso, reduz o risco de doenças cardíacas. Também auxilia na diminuição de inflamações ou dos transtornos relacionados a essa (como exemplo os que ocorrem no intestino), alivia sintomas da asma e artrite, reduz o risco de Alzheimer, ajuda no tratamento dos sintomas pré-menstrual e da menopausa, e um medicamento para tratar a epilepsia, entre outras coisas. É uma grande aliada da respiração e dos benefícios de se respirar corretamente.
FAZ VOCÊ CONSCIENTE DA RESPIRAÇÃO
O controle da respiração é crucial para estabilizar nossos sentidos e trazer calma para nossa vida. Um dos principais ingredientes da meditação é a correta respiração; funcionando como uma ferramenta eficaz que equilibra os ritmos cardíacos e oxigena o cérebro. Ademais, tornarmos conscientes da nossa respiração – em um mundo com milhares de estímulos – é, por si só, um ato de evolução alcançado.
PROPORCIONA UMA LONGA E MELHOR QUALIDADE DE VIDA
Existem dados que sugerem que algumas formas de meditação podem ter efeitos saudáveis no comprimento dos telômeros (relacionados ao envelhecimento), ao reduzir o estresse cognitivo e aumentar os estados mentais e hormonais positivos, contribuindo com a nossa maior longevidade. Por outro lado, o simples fato de estabelecer vínculos com uma disciplina que convida a melhorar sua realidade, promove um feito épico: fazer você consciente da importância de viver melhor.

Tradução Bia Girotto
Revisão Vilma Capuano


ecoosfera.com
https://www.facebook.com/vilma.capuano

sábado, 9 de junho de 2018

Solte o Medo


SOLTE O MEDO DE EXPERIMENTAR A MAGIA
Por Morag

Solte o medo. Parece fácil, mas é absurdamente difícil de fazer. O medo se espalha ao redor dos nossos chakras, nossos órgãos, nossa aura, como uma cebola. Isso amortece as vibrações dos nossos corações batendo. Congela nossos sistemas. Paralisa emocionalmente e dificulta a nossa evolução energética. Nós evoluímos assim que liberamos o medo do nosso ser. As condições da matrix trazem temor em nós. Medo da morte, deus, anjos e demônios, doença, perda, guerra e pobreza.

Rejeição e retribuição, escândalo e feitiçaria. Os arquitetos da matrix sabem que devem manter-nos em campos de baixa vibração se a sua fraude/Falsidade funcionar. Quando elevamos nossa vibração, as máscaras escorregam, a Escuridão se rompe, a Luz inunda nosso ser. Nós perdemos nosso avatar da matrix. Nós transformamos o interior para o exterior. Os upgrades/aprimoramentos entram em cena. Entramos on-line com comprimentos de onda mais altos de frequências emocionais.

O medo é pesado, denso, com baixos comprimentos de onda. Abaixa a vibração dos nossos sistemas em um nível celular. O medo é usado para manter o campo vibratório das pessoas baixo, preso na terceira dimensão por mais tempo do que deveríamos estar.
Filmes de terror voltados para adolescentes não são apenas bobagens para crianças tolas. Eles são ferramentas de programação. Medo do desconhecido, monstros, demônios e assim por diante. A religião organizada funciona de maneira semelhante. Recebemos regras, parâmetros de comportamento e pensamento, com consequências terríveis se os quebrarmos.

Nossas mentes se fixam em imagens. Somos vulneráveis a jogos mentais, estratégias que nos programam sem o nosso conhecimento. Estar na frequência do medo é estar dentro de nossas mentes. É estar o mais longe possível do momento presente.
O estresse e a ansiedade compõem o medo, prendem-no em nossos chakras, nossos batimentos cardíacos, nossa mente. Nós esquecemos como soltar e confiar no Universo. Nós paramos de nos comunicar com seres ascendidos que podem nos oferecer proteção e orientação. Nós nos atamos com a culpa, vergonha, miséria e depressão, negligenciando a saúde da nossa mente.

Há ressonância sensorial, algoritmos para o medo, que podem ser desencadeados. Para quebrar esse condicionamento sináptico, reciclaremos nosso cérebro, aumentamos nossa consciência dos sintomas e sinais do medo. Nós reconhecemos isso, nós reconhecemos e deixamos passar. O medo é um desperdício de energia.

Podemos ser cautelosos, espertos e cuidadosos sem medo. Nós cultivamos a quietude para que possamos ouvir nossa energia. Aprendemos a confiar em nossos sentimentos além do que nos é dito ou visto. Nós paramos o medo quando ele vem. Nós expiramos a ansiedade. Nós liberamos tudo o que podemos diante de temores, provações e terrores. Nós nos tornamos energeticamente sábios. Nós nos protegemos diariamente com mantras, cristais, rituais e meditação. Nós nos sintonizamos com o nosso Eu Superior para guiança com auto-cuidado e amor próprio. Ao liberar o medo camada por camada, nós iluminamos nossos seres energéticos. Criamos espaço para frequências amorosas. Nós escavamos as raízes e plantamos sementes de Amor em seu lugar.

O carma ancestral tem que ser retirado, ele contém um medo denso em suas energias. Padrões de comportamento negativo que afligem as linhagens de família violadas, finalmente. A Escuridão, fermentada por séculos de bloqueio cármico em um planeta-prisão, causou profunda crueldade, negligência e decadência. Libertar-se da expectativa limitando a expressão criativa, nem sempre é uma opção fisicamente. Podemos nos afastar energeticamente, emocionalmente. Nós podemos cultivar o autoconhecimento.




Nossas famílias, colegas e vizinhos podem ser as peças mais ruidosas da matrix. Muitas vezes são eles que nos julgam e criticam por sermos quem realmente somos. Abafe cuidadosamente os amigos. Procure independência. Seja sábio. Remova camadas ancestrais em terapia de conversa, exercícios, criatividade e meditação. Procure afirmar sua soberania com calma. Reconheça as limitações das pessoas. Diminua as suas expectativas, isso protege do desapontamento e da vulnerabilidade. Tenha compaixão. Respire.

Quando as camadas se soltam, chegamos ao nosso verdadeiro eu. Sendo corpo-mente-espírito. Nossa saúde física, mental e espiritual. Nós limpamos os bloqueios, liberamos e soltamos o medo de cada chakra. Nosso fluxo energético aumenta, nossa consciência se expande. Do chacra Raiz até a Coroa liberamos o medo, mudando conscientemente o que e com quem interagimos, e como processamos o nosso ambiente. Nós centramos nosso núcleo. Abrimos nossa mente para a garantia de um multiverso quântico. Nós nos concentramos em estabelecer um fluxo forte e fácil de energia em todo o nosso sistema.

Aqueles presos na roda de hamster humano da matrix da Terra, foram pouco transformados. Este Despertar é sobre libertar essas almas de uma prisão que elas não sabem que estão. Realinhando um planeta e seu povo na Luz da quinta dimensão. O equilíbrio, a força do núcleo, a agilidade, a mente aberta e o coração expansivo vêm da redefinição da frequência celular para o Amor.

Tudo isso está ocorrendo no plano material. Nós acordamos para a manipulação, mentiras e fraudes/falsidades. Em quem podemos confiar? Nós confiamos no Universo. Nós confiamos na Fonte. Nós confiamos em nosso Eu Superior. Nós confiamos em nossos Anjos. Nós confiamos em nosso instinto/intuição. Nós confiamos na energia. A Gratidão, a Compaixão e a criatividade fundamentam nossos seres em realidades dimensionais mais elevadas.
Magia é alta frequência. Magia é encontrada na natureza, na criatividade, na vibração do Amor. Procure a magia, reconheça o medo e liberte-o. Ilumine a habilidade dos seus surfistas cósmicos.

Há mágica em todos os lugares, em nossos corações, nossas vidas, nosso mundo. Aumente suas frequências e abrace os milagres, mistérios e misticismo deste incrível tempo. Passe tempo com Gratidão. Passeie com a solidão. Relaxe na meditação zen. Reflita e descanse.
A energia irá para onde a intenção flui. Abram seus corações, Surfistas Cósmicos, para amar frequências.
Namaste

Tradução Vilma Capuano
Compartilhe mantendo os créditos
https://awakening5dhealing.com/2018/06/02/release-fear-to-experience-magic/

terça-feira, 5 de junho de 2018

Terapia Vibracional e Energética na Taquara - RJ



Seja qual for o seu momento, fazer terapia é sempre uma viagem de novas descobertas.
Alguns momentos podem ser não muito agradáveis e alegres, mas outros podem trazer muita satisfação e plenitude.
Olhar para si e se conhecer intensamente abre as portas do amor próprio e equilíbrio emocional.

Recomendo em doses ideais. 
As sessões podem ser semanais ou quinzenais.
Marque sua sessão.


Angela Cunha
Psicóloga e terapeuta com abordagem vibracional e energética.

angela_psi2004@yahoo.com.br
Whatsapp: 21 98288-9049

Atendimentos no Espaço Terapias Integradas 
na Taquara - Rio de Janeiro

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Quando Não Queremos Ver


Quando Não Queremos Ver

A queixa da pessoa era que a vida era monótona, nada acontecia nunca. Os dias se repetiam, sem graça e sem muito movimento. O trabalho era sem alegria, a vida amorosa, inexistente.

Depois de um tempo de terapia, fizemos uma regressão de memória. 

O que ela acessou foi um homem andando numa espécie de feira livre. Ele parecia alheio ao que havia ao redor e ela percebeu que ele estava ansioso para encontrar alguém. Havia um encontro marcado. E a cena se repetia incessantemente. Ele continuava andando pela feira. Foram usados alguns recursos, mas a imagem se manteve. Depois de um tempo, a leve impressão de um beco e uma emboscada. E logo depois o caminhar a esmo pelo mercado. 

Com o passar do tempo, ela percebe que o cenário da feira se modifica, algumas vezes. Novas pessoas e novas mercadorias. Mas o caminhar do homem continua do mesmo modo. Alheio, apático, sem direção.

Fizemos o encaminhamento desse Eu e depois, conversando sobre as imagens, pontuamos que a característica desse homem se repetia de algum modo na vida dela, aqui. A apatia, o caminhar sem direção, a falta de alegria. E também o fato de ignorar a emboscada, a agressão sofrida, tentando fazer como se não houvesse acontecido. Concluímos que o homem possivelmente morreu nessa emboscada. E continuou ignorando isso e voltando a fazer o que fazia pouco antes.

O que essa moça estava agora ignorando?
O que preferia não ver e não encarar?

Num segundo momento, fizemos outra regressão de memória. Ela acessou uma sala antiga e uma mulher dentro dela, caminhando suavemente, olhando a sala e pela janela. Ela não conseguia sair dali. Olhava algumas vezes para uma determinada porta, com certo receio. 
Encorajei-a a abrir a porta. Ela o fez com hesitação. Viu uma escada que descia para o porão. E não conseguiu passar dali. Voltou para a sala e sentou-se num sofá. Disse ter a impressão de alguém preso ou morto lá embaixo.
Mas não queria ver.

Viu uma menina entrar na sala e aproximar-se dela. A menina chorando pedia que ela descesse as escadas e visse o que havia. Ela não conseguiu fazer isso. Tinha muito medo. E ao mesmo tempo era prisioneira ali nesse cenário. Ela identificou essa menina como ela mesma, bem pequena. 

E a regressão se encerrou, logo que cuidamos desse Eu, que sentia medo e não queria ver. A criança que ela foi esteve presente nesse encerramento.

Parecia que a criança interior sabia da necessidade de enfrentar o medo para que a cura ocorresse. 

Nas duas memórias, os personagens se recusavam a ver coisas que talvez fossem necessárias para sua trajetória.
E hoje? A história se repetia? Havia algo na vida presente que ela se recusava a ver? Essa pergunta ficou bem presente para ela, depois dessas experiências. 

De um modo inesperado, pouco depois a vida dela deu uma grande guinada, com mudança de país e de atividade. O movimento em sua vida se iniciou, coisa que não acontecia antes. De um certo modo, ela se desligou da repetição e da inércia e a vida tomou novo rumo.

Ficou pendente ainda a necessidade de olhar com coragem e compaixão o que alguns "porões" escondem. Talvez um trabalho para outra ocasião.

Angela Cunha
Psicóloga e terapeuta com abordagem vibracional e energética. 
Atendimentos na Taquara - RJ
Contato: angela_psi2004@yahoo.com.br

Como Tratamos Nossa Mãe?


"A Vida nos trata como tratamos nossa MÃE"
Segundo Bert Hellinger, psicoterapeuta criador das Constelações Familiares, e formulador das Leis Sistêmicas do Amor e da Vida, "O sucesso tem a face da mãe".Quem não conquista o sucesso na vida, entendendo-se sucesso como ter relacionamentos afetivos amorosos e enriquecedores para ambos, uma relação saudável com o dinheiro, conquistar seus objetivos, realizar-se e ser feliz na vida, sentir-se seguro, é porque "não tomou sua mãe".

Tomar a mãe significa aceitá-la plenamente, sem julgamentos, amorosamente no coração, independentemente de como tenha sido sua criação, educação e relação com ela, se sentiu-se ou não amado o suficiente ou da maneira que imagina "adequada", se foi castigado injustamente, preterido ou mesmo abandonado.
Conheço muitas pessoas, amigos, alunos, pacientes, que ouvindo essas palavras, com expressão angustiada, de raiva ou sofrimento, afirmam ser uma tarefa impossível! Não conseguem, e muitos afirmam sinceramente que não querem, se abrir para esta aceitação. Carregam mágoas profundas, cicatrizes mal formadas que encobrem superficialmente feridas crônicas e incuráveis da alma.Porém não há como dizer sim à Vida, sem a aceitação, e antes de dizer SIM a ela, nossa mãe.
A Vida nos foi entregue através da mãe, nascemos de suas entranhas, de sua carne. Nosso corpo foi forjado em seu ventre, através do alimento ingerido por ela e que tomamos para nós. Esses nutrientes nos permitiram evoluir a partir do momento da concepção, quando duas células, mãe e pai, se tornaram somente uma, EU, através de um ato de amor da Vida, para para trilhões de células no momento do nascimento.
O oxigênio que nos manteve vivos, foi inspirado através de seus pulmões. O ritmo pulsante e tranquilizador que nos embalou durante os nove meses que em seu ventre fomos carregados, vinha das batidas de seu coração. As emoções que sentíamos e nos envolviam, tanto as ruins que refletiam medos, incertezas e angústias, como as boas que carregavam os sonhos, esperanças, desejos e ideais, vieram de sua alma, e do campo familiar do qual ela fazia parte, e já nos envolvia, campo sistêmico que reverbera as experiências de milhares de pessoas que vieram antes de nós, as quais nos constituem incondicionalmente.
Revoltar-se, ter restrições, julgar ou criticar a mãe (ou também o pai, o que traz outras implicações) significa que nos julgamos maiores que ela, o que vai contra alei da Hierarquia, significa também excluí-la o que vai contra a lei do Pertencimento e resulta em não realizar uma troca amorosa pois recebemos a Vida também através dela o que vai contra a lei do Equilíbrio de Troca.
Em resumo, com a escolha e atitude de não aceitar nem tomar plenamente a mãe, deixamos de vivenciar as três Ordens do Amor, as principais e fundamentais Leis dos relacionamentos e da Vida.
O resultado é a criação e / ou a continuidade do fenômeno transgeracional de emaranhamentos familiares, e o consequente fracasso em conquistar um destino de Sucesso, e uma Vida plena e feliz.
A partir da ampliação da consciência sobre esses temas, da aceitação de tudo e de todos como são, dizemos SIM à Vida, podemos transformar essa realidade, cumprir nossa missão pessoal, e enfim viver um destino saudável, com efeitos curativos em todo nosso sistema. Viva a Vida!
Fontes: Obras de Bert Hellinger;
Reflexões do Autor do texto:DEBSKI, ROBERTO.

segunda-feira, 7 de maio de 2018

A Importância do Foco



Assim é.
Boa semana, amigos.

Curta Espaço Terapias Integradas no Facebook.
@espacoterapiasintegradasangela no Instagram

A Terapia Floral Como Auxiliar nas Dores da Alma


O corpo nos indica o caminho.
A Terapia Floral atua como auxiliar nas dores da alma.

Curta Espaço Terapias Integradas no Facebook

@espacoterapiasintegradas
#espaçoterapiasintegradas


Atendimentos na Taquara - RJ
angela_psi2004@yahoo.com.br

sexta-feira, 13 de abril de 2018

A Lápide - Um relato de Regressão de Memória

                                     Pintura:   Sir Edward John Poynter

Ela estava em terapia há um tempo quando começamos a trabalhar com Regressão de Memória. Ela acessava  sempre cenas bem diluídas e sem muita clareza. Havia medo de ver e de saber, em minha avaliação.

Tinha um casamento onde o marido era muito descortês e indelicado, tendo acessos de raiva com frequência. Ela era delicada e se ressentia muito com isso, a ponto de se sentir vigiada e desconfortável quando ele estava em casa. Parecia que a qualquer momento ela poderia provocar suas palavras ferinas, se fizesse algo "errado". Ela era submissa economicamente, não trabalhava e ele proporcionava a ela uma vida confortável. A auto estima se achava abalada, se sentia inferior a ele. Ela sentia medo, em muitos momentos, embora ele nunca a tivesse agredido fisicamente. A agressão era de outra natureza e ela vivia se adaptando a isso tudo, sem compartilhar com ele.

Numa sessão ela acessou uma imagem que a deixou perplexa. Ela, num outro corpo, parecia morta em uma lápide. Vestia um vestido longo branco.Havia sangue em volta dela e na água onde estava deitada. Um homem a abraçava e falava com ela, como se ela pudesse ouvir. Ela relatou que ele a havia matado, quando descobriu que ela não o amava e não o queria desposar. Ela percebe na atitude dele algo de posse e demência.

Ao conversarmos para elaborar essas emoções que sentiu, ela percebe que o homem na cena era seu marido atualmente. E que percebia nele essa posse em relação a ela. Assustada, entendeu algumas dúvidas que tinha em relação as atitudes dele. 

Essa cena descortinada marcou uma nova fase nos atendimentos. Até então, ela não "via" nada. A partir daí, a porta se abriu e ela poderia então ir com mais profundidade em outras histórias.

No entanto, foi tão forte a experiência, que ela resolveu interromper os atendimentos. Talvez investigar mais poderia fazê-la ter que tomar uma atitude em relação a mudar sua vida. Esse era seu maior medo. Se separar, não ter recursos na velhice, e por isso, "aguentar" todo o stress que as atitudes dele causavam parecia a ela a melhor solução.

Ou talvez o fato de ter visto o desespero do homem depois do ato cometido possa ter despertado nela compaixão e ter feito ela olhá-lo com outros olhos no presente.

O que fiz no final do trabalho  foi desligá-la, com ajuda e suporte das equipes extrafísicas,  desse eu do passado. Energeticamente falando, não havia mais necessidade alguma do link no presente com essa história e cena. Sei, no entanto, que muito mais ainda havia para ser trabalhado. 

Como sei que tudo está certo como está, sei que ela teve o que precisava naquele momento e espero que sua vida tenha seguido em paz.

Angela Cunha

Psicóloga e terapeuta com abordagem energética e multidimensional. Canalizadora de sua própria técnica de trabalho, denominada Terapia Ascensional Integrada. Atendimentos na Taquara - RJ

Whatsapp: 21 98288-9049

angela_psi2004@yahoo.com.br
Instagram: @espacoterapiasintegradas
Espaço Terapias Integradas

ATLÂNTIDA, LEMÚRIA E AS GUERRAS DE ORION



ATLÂNTIDA, LEMÚRIA E AS GUERRAS DE ORION 

O CONSELHO ARCTURIANO DA 9ª D
Atrvés de Daniel Scranton

Saudações. 


Nós somos o Conselho Arcturiano. 

Apreciamos nos conectar com todos vocês.

Você iniciou o processo de liberar suas feridas mais antigas e profundas, e está fazendo isso agora em consequência da sua prontidão para enfrentar esses medos e traumas.

  
Este é um momento em que você tem uma enorme quantidade de apoio, e você tem as ferramentas e informações para ajudá-lo a percorrer o que você está enfrentando com relativa facilidade.

Claro, nunca é um “passeio no parque” lidar com os tipos de tragédias que você experimentou na Atlântida, na Lemúria e até nas Guerras de Órion.


Todos vocês que estão encarnados neste momento fizeram parte das civilizações da Atlântida e Lemúria, e todos vocês desempenharam algum tipo de papel nas Guerras de Orion.


Por ter vivido ou morrido durante essas experiências de tão grande destruição, e com tantas pessoas morrendo ao seu redor, não é de admirar que a humanidade carregue o trauma dessas experiências, ainda, até hoje.


O que você enfrentou durante as Guerras de Orion foi a escuridão como você nunca viu antes neste Universo.


O que você experimentou na Lemúria foi a traição de seres que você achava que eram seus amigos, e o que você experimentou na Atlântida foi a polarização e a luta entre pessoas que tinham o mesmo objetivo em comum.


Então, quando você experimentar a escuridão, a traição e a luta com as pessoas mais próximas a você nesta vida, saiba que você está fazendo isso para depurar e liberar algumas partes muito perturbadoras de sua história.


Os aspectos de você que irá integrar como resultado serão perfeitamente adequados para ajudá-lo a chegar à quinta dimensão.


Enfim, tudo isso compensa, cada pequena dor que você enfrenta e o trauma que você elimina. Nós queremos que você saiba que estamos aqui para você, as crianças estelares estão aí para você, e há tantos outros intermediando para ajudar a apoiá-lo e amá-lo.


Nós somos o Conselho Arcturiano, 

e nós apreciamos nos conectar com você. 


http://danielscranton.com/atlantis-lemuria-the-orion-wars-%E2%88%9Ethe-9th-dimensional-arcturian-council/

Tradução - Vilma Capuano - vilmacapuano@yahoo.com.br

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Regressão de Memória


A recordação de momentos traumáticos, reprimidos ou esquecidos e das lembranças dolorosas está constantemente associada à cura.
Recordar esses eventos, com as emoções associadas a eles – algo que a terapia chama de catarse -, é a pedra angular da psicanálise e de outras psicoterapias tradicionais. O simples ato de trazer para a consciência essas lembranças enterradas é em si extremamente terapêutico.
Minhas descobertas indicam que o campo terapêutico precisa ser ampliado, que não podemos parar a arqueologia psíquica na infância, mesmo a mais remota, e que os padrões das vidas passadas, com sua memória, também precisam ser escavados para que ocorra uma cura completa.
Mensagens dos Mestres – Brian Weiss


A consciência de emoções reprimidas ou esquecidas precisam vir à tona e encontrar uma saída de nossos sistemas de corpos.
Há várias ferramentas que possibilitam isso.
A Regressão e Progressão de Memória é uma delas.
Invista em você.
Curta Espaço Terapias Integradas - Angela Cunha
Terapia com abordagem vibracional e energética na Taquara - RJ
angela_psi2004@yahoo.com.br
whatsapp: 21 98288-9049

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Início dos Atendimentos em 2018


O Espaço Terapias Integradas inicia seus atendimentos em 2018 na próxima segunda-feira, dia 22 de janeiro. 
A agenda está aberta. Sejam bem vindos.

Regressão de Memória
Mesa Radiônica Quântica RP
Terapia Multidimensional
Terapia Floral
Terapia Cristalina
Reiki
Cura Multidimensional Arcturiana
Barras de Access
Conexão Estelar
Cura da Criança Interior
Sequências Numéricas de Grigori Grabovoi
Terapia Ascensional Integrada

Angela Cunha
Psicóloga e terapeuta com abordagem vibracional e energética.
Atendimentos na Taquara - RJ

Contato: 98288-9049 (Whatsapp)
angela_psi2004@yahoo.com.br
Instagram: @espacoterapiasintegradasangela


sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Atendimentos Com a Mesa Radiônica Quântica Azul RP


Atendimentos Com a Mesa Radiônica Quântica Azul RP

Essa ferramenta que aprendi a usar ainda esse ano tem me surpreendido a cada dia.

Você pode escolher o assunto a ser tratado/curado. No entanto, o que vejo acontecer é que o assunto escolhido pelo cliente é apenas a ponta do iceberg e esse foco dá oportunidade a muitas outras questões aparecerem e serem curadas.

Sim, é mágico, é quântico. É um olhar de carinho que você se dá. É uma oportunidade do Universo, uma porta que se abre para sua cura e seu propósito na vida.

Não vou dizer mais nada além de: se eu fosse você, eu experimentaria.

Angela Cunha

Marque seu atendimento: 21 98288-9049 (whatsapp) ou pelo e-mail : angela_psi2004@yahoo.com.br
Duração do atendimento: uma hora e meia, aproximadamente.
Local: Taquara, Jacarepaguá - RJ

* Essa ferramenta, entre outras, faz parte do atendimento terapêutico semanal ou quinzenal. E também pode ser feita como técnica avulsa.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...