Pesquisar este blog

Carregando...

Traduzindo

sábado, 14 de janeiro de 2017

CAIXAS

                           Foto: Angela Cunha - Praia da Reserva - RJ

CAIXAS
Mensagem de Jeshua, 
canalizada por Judith Coates
14 de Janeiro de 2017

Amado, agora iremos falar de caixas. Você conhece caixas. Você fez a mudança de um lugar para outro, onde tinha que colocar itens tangíveis da vida em caixas e mudar tudo o que queria levar com você em uma caixa. Mas estou falando agora sobre a caixa mental em que você está.
  
Eu a comparei a uma caixa de areia, onde você brinca dentro de uma caixa, e é disto que eu estou falando agora: sobre a realidade – com “r” minúsculo – que você participa dentro desta caixa.

Você tem a sua caixa da realidade, e ela muda de vez em quando. Você coloca várias ideias na caixa e deixa outras ideias seguirem de vez em quando. É como se você embalasse algumas coisas para mudar para algum lugar, e colocasse na caixa o que desejava levar com você.

O mesmo vale para a caixa mental com que você trabalha o tempo todo. Você vive em uma caixa mental muito grande. Para cada um de vocês, a sua caixa é de algum modo igual, e de algum modo, diferente, porque vocês compartilharam uma realidade – com “r” minúsculo.

Definitivamente, vocês têm uma realidade compartilhada com um “R” maiúsculo. Como você está trabalhando no despertar, a caixa irá mudar – o tamanho da caixa, ou, às vezes, o abaulamento, porque você está recebendo um pouco mais de compreensão de si mesmo, e as ideias antigas não se encaixam mais, realmente. Assim, de vez em quando, dia a dia, você muda a composição da caixa e o que está dentro dela.

Agora, vocês compartilham uma determinada qualidade da caixa, mas elas não são iguais, e o que você coloca em sua caixa, definitivamente, não é igual ao que o outro está colocando na caixa dele, por causa de experiências diferentes. Você passou por experiências que são suas e não de outra pessoa, de modo que você tem um conteúdo um pouco diferente na caixa. Mas é uma caixa, contudo.

O que você está fazendo agora, mesmo neste momento, é permitir que os lados da caixa sejam porosos, sejam baixados, de modo que você esteja mudando, colocando novas ideias, novos conceitos, nova autoimagem na caixa, e, algumas vezes, a antiga imagem – agora que você está entrando em uma nova imagem de si mesmo – não se encaixa na caixa, e você, então, afasta as laterais.

Isto é o que eu o incentivo a fazer. Afaste as laterais da caixa. Permita-se expandir até o espaço onde a antiga caixa não se encaixa. É isto o que você está fazendo, seja inconsciente ou não, porque o que você vê como os últimos doze meses do seu tempo, a caixa que você achava que era, mudou. Você mudou. O mundo mudou.

Seu mundo, como você o entende, mudou, de modo que a caixa em que você estava muito feliz há um ano, mudou, ficou um pouco pequena, às vezes, onde você teve que afastar os lados um pouco.

Você tinha que dizer: “Bem, eu preciso de uma caixa de tamanho médio. Esta pequena caixa não é mais adequada. Talvez, eu até precise de uma caixa extragrande.”

E isto é verdade, porque você está se expandindo em sua compreensão de quem você é e quem são os seus irmãos e irmãs. Quando você faz isto, a velha caixa fica muito pequena.

Assim, eu irei encorajá-lo a visualizar o seu reino mental do que você considera como realidade – com “r” minúsculo – e que está ao seu redor como as suas ideias em uma caixa. Agora você irá baixar as laterais.

Você sentirá que realmente superou a caixa, este conceito mental do que você considerava como a realidade – com “r” minúsculo – mesmo desde o momento em que começou a ler isto. Porque é isto o que você está fazendo. Seu crescimento é tão rápido que realmente a caixa em que você esteve jogando quando começou a ler isto, mudou. Mudou muito desde há um ano.

Seu mundo mudou. Sua tecnologia está mudando. Momento a momento, ela muda. Novas ideias; você recebe o aparelho mais novo, digamos que seja o seu celular. Você está muito feliz com ele. Ele faz tantas coisas! “Este pode tirar fotos. Posso digitar este texto. Posso ler todas as minhas mensagens neste. Estou imediatamente em contato com todos em minha lista.”

E o que acontecerá no próximo mês? Surge um novo modelo. “Eu tenho que ter o novo modelo. Tenho que atualizar.” Ou você diz: “Não, este já basta. Estou tentando entender este que eu tenho.”

Na verdade, para a maioria dos que vivem no Planeta Terra agora, a sua tecnologia está bem adiante do que o cérebro normal pode acompanhar, e isto é bom. Isto permite um pouco de expansão. Permite pensar fora da caixa. Daí veio a terminologia: pensar fora da caixa.

E é isto o que você está fazendo. De vez em quando, eu o vejo pensando fora da caixa. Você sai do que era confortável, do que considerava como verdadeiro – com “v” minúsculo – e diz: “Mas isto não se encaixa na minha maneira usual de pensar.” Então, você expande a caixa.

Agora, você compartilha caixas com os outros. Você tem uma caixa que é exclusiva para você por causa das experiências que passou nesta vida e aquelas que você teve no Todo de forma manifesta. E, às vezes, ela perde os seus lados, e você assimila o entendimento do seu Todo, além do tempo. Mas além da sua caixa individual, você compartilha uma caixa maior com o outro. Chegaremos a isto mais tarde.

Em pouco tempo, faremos um exercício de se afastar do conforto da pequena caixa. Na verdade, a pequena caixa não é confortável. É por isto que você tem que continuar mudando-a, de vez em quando.

É por isto que você permite um pouco da tecnologia para ajuda-lo a entender como você é imenso. A vastidão que você é não cabe na caixa que você mantinha há um ano, ou na caixa em que você jogava, quando você tinha três, cinco ou dez anos.

Você esteve mudando, esteve mudando a caixa, às vezes, dia a dia, porque houve novos avanços que chegaram a sua compreensão. Você vive agora em um tempo maravilhoso. A caixa em que você está jogando agora é maravilhosa, é realmente uma maravilha.

De outra vida, se você estivesse vendo com o que está jogando nesta caixa, ficaria surpreendido. As sobrancelhas se ergueriam, e você se perguntaria: “Como poderia ser isto?” Mas você, como o Ser criativo, a extensão da Fonte criativa, continuou criando mais e mais, escrevendo e lendo. Algo chega até você, um novo texto, talvez. Você o lê e diz: “Oh, isto é maravilhoso. Isto realmente abre muitas portas para mim.”

E, no entanto, foi você quem o escreveu. É por isto que você se sente em alinhamento com determinados textos que chegam até você, determinadas palavras escritas que chegam a você.

Talvez, elas sejam o que você chame de fantasia, de novela, de ficção. “Oh, eu fico tão animado com o que esta personagem está fazendo. Como é que isto irá terminar? Será que ela irá se apaixonar pelo herói? Será que ele chegará a tempo, e eles se encontrarão e ficarão juntos? Ou ele partirá ao pôr-do-sol, para algum lugar, sem ela?”

Todos vocês conhecem este sentimento de ler e de questionar. E a parte mais maravilhosa disto é que você está colocando as palavras no papel, enquanto avança. Você lê uma página, e quando a vira, há, imediatamente, algumas palavras a mais lá para serem lidas. O mesmo acontece com o texto que você lê, ou os roteiros que você lê.

Não há nada lá, até que você lá o coloque. Mas você tem uma maneira mais maravilhosa de passar muito rapidamente para a próxima página e escrevê-la, de modo que quando virar a página estará tudo lá para você. Mas você o fez; caso contrário, não estaria lá. Não estaria em seu conhecimento. Você está fazendo isto.

Às vezes, você brinca em virar a página tão rápido que você a alcança como uma página em branco. Eu lhe garantirei que 99 vezes a partir de 100, você não será capaz de fazê-lo, porque você manifesta rapidamente tudo o que está fazendo.

Há uma parte de você que caminha adiante. É por isto que aqueles que são sensíveis podem ver o que você está pensando, podem “interpretá-lo”, porque há uma parte de você que está a sua frente, indo a sua frente, preparando o espaço para você.

Você ouviu isto em suas Escrituras. Você é quem vai a sua frente para tornar suaves os espaços que são difíceis, e, às vezes, você alcança um espaço que não é tão suave assim, e você se pergunta: “O que está acontecendo aqui? Por que é assim?” É porque você gosta de um pouco de desafio, e isto é bom, também. Isto lhe permite ver o seu lado criativo.

Realmente você está criando a cada momento. É por isto que eu lhe digo: Torne-o alegre, divertido. Você está fazendo isto mais e mais, facilmente. Eu o vejo fazendo isto, tornando-o mais fácil, mais feliz, mais divertido para si mesmo.

Você vive em um tempo maravilhoso. Agora, realmente, cada vida é um tempo maravilhoso. Mas, agora, como você tem a sua história, este é um momento em que você está reunindo várias peças da manifestação exterior do seu espírito, que serão anotadas em seus livros de história, em algum tempo futuro, porque você está decretando que a velha maneira não mais satisfaz.

Estes são tempos maravilhosos. À medida que você avançar no que você chama de seu Novo Ano, estará levando em conta o que tem em sua caixa e se isto atende aos desejos de uma nova maneira de pensar.

Não apenas você fará um inventário do que tem em sua caixa – suas predileções do que você queria ver neste ano e como as atividades se encontram com os desejos projetados – mas você observará a cena do conteúdo da caixa maior com quem você compartilha, em primeiro lugar, o grupo próximo de amigos e a família, e mais tarde, a consciência maior coletiva.

Sua caixa individual é parte de uma caixa maior da realidade – com “r” minúsculo.
Você terá muito a contemplar, e o conteúdo e a cena das caixas continuará a mudar.

Agora eu farei com você o que é chamado de meditação.
Assim, permita que o corpo esteja confortável na cadeira.

Tome uma respiração profunda que permita o relaxamento através de todo o corpo. Sinta-se em repouso. Sinta-se em paz. E neste espaço de paz, permita que a mente visualize uma caixa – o fundo, os quatro lados e a parte de cima.

Você está dentro da caixa. Você pode deixá-la de qualquer tamanho que queira. Você pode deixá-la de qualquer cor. Você pode criá-la de qualquer forma. Eu lhe darei um momento para visualizar a sua caixa, de qualquer tamanho e forma, a partir do interior.

(Pausa)

Você está dentro da caixa. Agora visualize a parte de cima dela sendo elevada. Abra a parte de cima. Permita-se sentir os raios de luz entrando na caixa. Visualize o que você vê através do topo da caixa, da parte superior aberta.

E agora visualize os lados da caixa caindo, abrindo completamente a caixa, permitindo que entrem novas ideias, um novo pensamento. Se isto parecer um pouco estranho, saiba que você pode colocar uma pequena cerca ao redor, de modo que você tenha alguma maneira de se conter, para que não sinta que irá cair fora da caixa.

Agora você vê que a sua caixa se sobrepõe com a caixa de outra pessoa. E agora que a parte superior e as laterais desceram, você pode ver que pode andar de uma caixa para outra caixa, para outra e para outra. Há o que você chama de troca de ideias.

Você não tem que aceitar as ideias. Você pode colocar o seu escudo. Mas, talvez, você olhe sobre o topo do escudo, e fique curioso com as ideias que alguém tem na caixa dele.

À medida que você se sente mais confiante, você pode permitir que a cerca desapareça, de modo que possa entrar em outra caixa. Você tem ainda a sua própria caixa, mas pode entrar em outra caixa e ver o que está lá. Como é esta outra caixa? É leve? É confortável? É escura? Fria? Quente? Dura?

(Pausa)

Há alguém lá com quem você possa falar? Você está em um espaço agora aonde os lados da caixa são permeáveis. Eles estão realmente caindo, porque há muito tráfego para trás, para frente e entre as caixas. Você é curioso. Você quer saber o que o seu vizinho tem quanto às crenças em sua caixa.

Com algumas delas você se sente como se estivesse no Lar.
Com algumas delas você não se sente no Lar, e vira as costas e segue para um lugar confortável.

(Pausa)

Saiba que você vive agora no que você chama de era moderna, neste século vinte e um, como você contou o tempo, mas quando você sai de sua caixa, você entra em um universo mais maravilhoso, um universo aberto, e pode confiar nele, porque você está sempre no comando. Nada pode prejudicá-lo.
Você é o explorador.

Você tem sido chamado de raça exploradora, e você é, porque você está querendo saber “O que há fora da minha caixa? O que há mais lá?” Você diz aos outros que encontra: “O que há em sua caixa? O que você acredita sobre o universo? O que você acredita sobre o sistema solar? O que você acredita sobre a História?

O que você acha sobre a pré-história? E a pós-história? Como será? Será que iremos explorar o sistema solar? Será que iremos explorar além de nosso sistema solar? Será que teremos coragem de ir onde nenhum homem ou mulher já foi antes?”

O que encontraremos? Como será? Como foi? Será que eu sempre vivi? Será que eu sempre vivi na caixa conhecida como a sagrada Mãe Terra, ou vim aqui de algum lugar? Será que havia outra caixa que conduziu a esta caixa? Onde eu estive antes de estar aqui? Onde estarei na expansão do tempo?

Como eu estarei? Estarei em um grupo? Estarei em uma família, uma família extensa? Será que irei compartilhar uma caixa de tamanho grande com a família? Irei compartilhar aventuras? Para onde irei? Onde estive?”

(Pausa longa. Você pode rever as perguntas)

E quando sentir que concluiu, retorne a sua caixa. Erga as laterais, se isto lhe parecer confortável. Feche a parte superior da caixa, ou a deixe aberta. Sinta-se de volta a sua sala, mas saiba que a qualquer momento que queira, você poderá abrir as laterais da caixa e explorar. Você é uma grande Mente em expansão – com “M” maiúsculo.

Quando se sentir confortável, abra os olhos e esteja aqui agora.

Que assim seja.

Jeshua ben Joseph (Jesus)

DE CORAÇÃO A CORAÇÃO - http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO - https://lecocq.wordpress.com
http://oakbridge.org
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

DOIS MEDOS PROFUNDOS

                                                     Foto: Nelson Dantes Paes

DOIS MEDOS PROFUNDOS
Mensagem de Maria Madalena
Através de Pamela Kribbe

Eu Sou Maria Madalena e ajoelho-me diante de vocês, com admiração e respeito pelo que estão fazendo na Terra. Vocês estão abrindo novos caminhos de consciência e estão fazendo isto enquanto ainda carregam os pesos do passado dentro de si.
  
Antigos sofrimentos e ansiedades vêm à tona exatamente porque novos modos de consciência estão se infiltrando em sua percepção, seu corpo e suas emoções. Na criação real de novos caminhos de consciência, vocês curam a antiga dor.

Parece que isto deveria ter acontecido no passado… vocês estiveram na Terra tantas vezes antes… mas até agora não era possível criar novos caminhos. Ainda havia muita consciência presa às velhas instituições de poder e autoridade, e as pessoas estavam aprisionadas pelo medo de não conseguir sobreviver, pela ansiedade no plano físico, ou pelo medo de ser socialmente condenadas ao ostracismo.

Estes medos são muito profundos nas pessoas. Se você não sabe quem você é, se está imerso nas estruturas de inconsciência que é mantida pela sociedade, então você acredita que é seu corpo, e o medo pela sobrevivência atinge-o no mais profundo do seu ser, pois, neste caso, morrer significa ser destruído.

Surgem, então, impulsos intensos para resistir e estes podem levá-lo a destruir outra pessoa, se for necessário, para assegurar sua própria sobrevivência. Este é um medo básico primitivo.

E há também o medo de ser banido da sociedade, de não poder mais pertencer ao grupo, que também é um medo muito profundo nas pessoas.

Se você não está consciente do seu eu-alma, da sua essência divina, você pensa que é um corpo, e que é uma personalidade socialmente moldada nesse corpo. A personalidade, que é formada pelas influências sociais do passado, foi e ainda está sendo moldada pelo medo.

Você quer pertencer ao grupo; quer ser aceito por outras pessoas. Existe uma parte indefesa em você que deseja ser sustentada, aprovada e acolhida. Esta é a parte sua que deseja pertencer, e ela ainda é muito forte em todas as pessoas.

Você acaba de emergir de um modo de pensar e viver que era dominado pelo poder e a impotência, que estava sob o domínio do medo. Sinta em si mesmo, no seu próprio campo energético, onde essas antigas energias ainda estão agindo. Sinta isto intuitivamente.

Observe se existem áreas cinzentas, ou até mais escuras, agindo visivelmente na sua aura ou no seu corpo. Perceba a ação dessas velhas energias, como ansiedade, obediência exagerada, medo pela sobrevivência e medo de ser rejeitado e ficar só. 

Estes são os dois maiores medos que limitavam as pessoas no passado.

A transição para o novo leva tempo. Você pode muito bem imaginar que há muito trabalho a ser feito para abandonar antigos medos, para chegar a confiar realmente na consciência do coração, numa nova consciência que afirma que você não é apenas seu corpo. Seu corpo faz parte de você, é uma parte preciosa na qual você vive temporariamente e através da qual você se expressa. Mas você é muito mais do que isso.

Você é uma consciência de alma, uma luz viva, que é independente de formas físicas e materiais. Isto é um grande salto de consciência! E talvez um salto maior ainda seja o fato de você estar livre da pressão social. Porque a pressão social – ter que pertencer ao grupo – muitas vezes leva as pessoas ao nível vibratório mais baixo: a consciência de multidão.

Geralmente aquilo que domina um grupo ou uma multidão, uma estrutura de poder ou um indivíduo, evoca os maiores medos nas pessoas e as manipula.

Estes medos são os dois maiores obstáculos que as pessoas experimentaram no passado. E graças a esses medos, elas descem ao espaço do “nós”, do pertencimento, opondo-se a outras pessoas ou coisas que estejam fora do seu grupo. E assim começam a pensar em termos de “nós contra eles”, de forma que pertencer ao grupo se torna algo vital.

O medo, então, precisa ser sempre confirmado, junto com as justificadas soluções para ele. O modo de lidar com esses medos inclui violência e domínio daqueles que estão fora do grupo. Estes temas estão vindo à superfície com muita força neste momento, como se pode ver no mundo à sua volta.

Uma consciência maior é necessária agora, uma consciência que conecte e enxergue a igualdade entre todas as pessoas, mesmo que venham de ambientes totalmente diferentes, com histórias e culturas diferentes; uma consciência que enxergue no outro o que vocês têm em comum, mesmo que ele seja muito diferente de você.

Esta é a tarefa deste momento, tanto no nível individual, interior, quanto entre países e culturas. Esta é a grande quebra de barreiras que vai curar o mundo. E o maior passo para essa cura é abandonar a identificação com seu corpo e com sua personalidade socialmente formada; é elevar-se acima dessas identificações e novamente reconhecer o chamado da sua alma.

Sua alma lhe diz que tudo é possível, enquanto o medo em você insinua que muito pouco é possível, que você precisa se proteger, por exemplo, dos outros, ou de doenças… Mas a alma que vive em você é corajosa e forte, ela transcende as limitações.

Gostaria de lhe dizer que você – a pessoa com quem estou falando agora – já vem ajudando a aumentar a consciência na Terra há muitas vidas e há bastante tempo. Antes desta vida, você já experimentou a sensação de unidade da qual eu falo, o fato de ser mais do que um corpo, a sensação de ser uno com outro, mesmo que o outro venha de uma experiência muito diferente da sua.

Você já conhece o sentimento de querer se elevar acima de classe e posição social, embora esta energia nem sempre tenha sido bem-vinda na Terra. Foi um processo de aprendizagem ter que lidar com a diferença entre sua forma de sentir e pensar e a forma de sentir e pensar do mundo ao seu redor, ou com o modo que a maioria das pessoas percebe as coisas.

E não se esqueça que muitas pessoas gostariam de pensar de outra forma, gostariam de sentir de forma diferente, porque ninguém é feliz nas garras do medo, ninguém deseja isso.

O que está acontecendo nesta época, é que as pessoas estão ficando cada vez mais fartas da vida baseada no medo. Existe agora tanta energia nova na atmosfera da Terra – uma sensação tão intensa da possibilidade das coisas serem diferentes – que as pessoas estão despertando.

E certamente os jovens, as novas gerações que estão nascendo na Terra, estão sentindo mais e mais o gosto desta nova energia que você vem carregando consigo há séculos, e sentem cada vez menos prazer nas velhas formas de ser e viver.

Mas, do ponto de vista dos padrões de pensamento existentes, esta energia da nova geração é algo selvagem, caótico, que não se adapta às normas estabelecidas e leva a problemas de comportamento. Entretanto, esta energia contém as “dores do parto”; algo novo está querendo nascer.

Chego agora ao ponto principal desta conversa.

Você está aqui como um mentor, para servir de parteira no nascimento desta nova energia, neste momento. Entretanto, isto exige muito de você, porque você ainda traz dentro de si os traumas de maus julgamentos e rejeição; você sabe o que é ser julgado por suas ideias inovadoras.

Parte do seu legado é ser socialmente isolado, ser diferente, e isto vem deixando ferimentos emocionais em você, desde o dia em que você nasceu… na verdade, antes mesmo desta sua vida ter começado. 

Este é o momento em que lhe será pedido para sair da sua concha, para se mostrar, se apresentar, a fim de ajudar a nova energia que se manifesta agora especialmente através dos jovens, e orientá-los, por assim dizer. Você pode ser um canal, porque tem um entendimento profundo tanto do antigo quanto do novo.

Você conserva uma perna na velha energia, pela qual foi ferido, portanto é capaz de ter compaixão pelas pessoas que estão com medo de serem rejeitadas e ficarem sós. Você também tem compaixão pelas pessoas que estão aterrorizadas de morrer, por acreditarem que não existe nada além do corpo físico.

Sua consciência expandiu-se justamente porque você teve que viver e trabalhar no escuro, portanto você é um dos que podem ser uma ponte entre o velho e o novo.

Assim, apelo a você. Peço-lhe que assuma seu lugar natural, embora eu saiba o quanto este esforço pode lhe custar. Você ficou tão acostumado a pensar que não existe nenhum lugar para você, que se sente totalmente desgastado pelo esforço. Mas é justamente neste ponto que você é levado a realizar sua tarefa.

No momento em que pensa: “Eu desisto, não há mais nada que eu possa fazer…”, este se torna o ponto de virada, quando você consegue finalmente permitir que qualquer coisa que aconteça possa fluir através de si. Você deixa de lado sua vontade pessoal, suas ideias de como as coisas deveriam ser, e se permite mover com o fluxo da sua alma.

O poder que você desenvolveu, e também a dor que sofreu, de alguma forma quebraram o seu ego. E isto é um processo doloroso, pois todo ego é contrário à dor e a ser despedaçado. Entretanto, este é o único meio, porque, num certo sentido, a dor e o trauma que você carrega consigo fazem parte do caminho.

Quando você realmente sente esta dor e a envolve com compaixão, você a deixa ir; você tem vontade de “morrer”, por assim dizer, devido ao conhecimento de que algo maior o está carregando; você se entrega à sua essência mais profunda e verdadeira, e não mais luta contra a realidade terrena.

Você inclusive desiste de tentar convencer os outros, porque se tornou verdadeiramente você mesmo. Você não está mais aqui para mudar os outros, nem está mais aqui para mudar a si mesmo; está apenas sendo você.

E esta é exatamente a sua função de ponte, que é o seu lugar natural.
É isto o que quero dizer quando falo em “assumir seu lugar natural.”

Tenha compaixão por si mesmo e pela velha dor que permanece em sua vida, e deixe que a cura simplesmente aconteça. Ao enxergar este processo como parte do seu caminho, e deixar a velha dor onde ela está, a cura acontecerá por si mesma. Ajuda chegará para você de todos os lados.

Tudo o que aspira à vida, ao crescimento e à alegria, deseja lhe ser útil… os guias, as forças auxiliadoras do universo… Você só precisa estar disposto a assumir seu lugar natural e dizer para si mesmo: “Eu não vou mais viver de acordo com o medo. Os medos ainda podem estar por aí, mas eu sou mais, muito mais do que isso. E me recordo disto todos os dias.”

Então verá que a vida o leva ao lugar ao qual você pertence, onde se sente bem, onde pode vivenciar alegria e felicidade. Ser um trabalhador da Luz, aquele que traz a mudança, não precisa mais ser um dever pesado e cheio de agonia. Isto pertence ao passado e não é mais o seu destino. A estrada para o novo também significa para você um novo nascimento, em paz com a Terra e onde você pode assumir seu lugar de uma forma natural.

E finalmente, observe se as palavras “assumir seu lugar natural” trazem imagens espontaneamente à sua mente. Talvez lhe venham à mente lugares do seu cotidiano, ou situações, ou ocupações… ou surja algo que possa ser uma possibilidade para o futuro. Onde você se sente realmente relaxado e feliz?

Esses são os lugares em que você pode deixar sua energia fluir naturalmente. Veja se alguém o chama… talvez você o reconheça como uma pessoa conhecida. Ou talvez surja um ambiente na sua visão mental… Observe se há algum lugar que o convide alegremente a ir para lá. E não tenha medo de experimentar as coisas, porque há bastante espaço para brincar livremente.

Assumir o seu poder é voltar a sentir-se em casa na Terra sendo quem você realmente é e assumindo seu lugar aqui. Isto parece muito simples, mas é a culminação de uma longa jornada que você criou como alma. Peço-lhe que se entregue a esse lugar; ele não está mais tão distante.

Muito obrigada pela sua atenção.

Maria Madalena 


DE CORAÇÃO A CORAÇÃO - http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO - https://lecocq.wordpress.com
© Pamela Kribbe www.jeshua.net
Fonte: http://www.jeshua.net/gate/gat e24.htm
Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@gmail.com

EXERCÍCIO PARA LIBERAR


MENSAGEM DOS ANJOS : *EXERCÍCIO PARA LIBERAR*
"Faça isto com frequência, querido, talvez, depois do trabalho a cada dia, ou pelo menos, uma vez por semana. Você limpa a sua casa, lava o seu carro... por que não se limpar regularmente, para que a sua luz possa brilhar mais intensamente, seu corpo possa se sentir muito melhor e para que a sua mente possa estar em paz?"
A Natureza não se apega ao passado...
Enquanto a noite recua, a natureza libera a escuridão e acolhe nova luz... nós também podemos.
Sempre que você quiser criar algo novo, precisará abrir mão de algo velho.
Se desejar que as crenças funcionem melhor para você, você terá que trabalhar diligentemente para liberar as velhas que não mais funcionam. Se quiser uma nova casa, deverá liberar a velha. Se desejar novas roupas, deverá limpar o seu armário e se desejar um novo relacionamento, deverá desistir de se apegar a tudo o que passou antes.
Na verdade, o seu passado existe somente em sua mente, porque ele se foi. Ele foi arrastado como a água em um córrego e você pode apenas levar com você o que você se lembra e o que julga. Você pode amar o passado pelo que ele lhe trouxe e lhe ensinou, mas, querido, ele acabou.
A energia é liberada e permitida fluir de você, para o céu, onde nós, os anjos, ajudaremos a transformá-la em algo muito melhor.
Muito semelhante a doar um fertilizante, quando você nos dá as dores do seu passado, as tristezas, os medos, esperanças e sonhos desfeitos, pedindo que os transformemos em amor, assim o faremos. Como a limpeza dos seus armários, dando-nos regularmente a sua energia densa que lhes permitirá respirar e criar espaço para o novo.


************** EXERCÍCIO PARA LIBERAR *******************************
Coloque as suas mãos bem em frente do seu umbigo, como se você estivesse preparado para pegar algo que será liberado. Respire. Sinta alguma área do seu corpo, de sua mente ou alma que pareça pesada.
Imagine, enquanto inspira, liberando esta energia densa na forma de uma bola que se reúne em suas mãos. Ela pode parecer escura, turva, ou simplesmente densa, se você for visual. Pode parecer pesada, ou apenas incomum se você senti-la, ou apenas imaginá-la.
Continue inspirando desta forma, reunindo a energia densa no estômago com uma inspiração lenta e, então, expulsando-a nesta bola de energia em suas mãos.
Quando sentir que a bola ficou muito pesada, e você estiver se sentindo muito mais leve, levante-a para o Céu, e nós a levaremos de você e a transmutaremos no amor para ser reciclada no Universo.
Faça isto com frequência, querido, talvez, depois do trabalho a cada dia, ou pelo menos, uma vez por semana. Você limpa a sua casa, lava o seu carro... por que não se limpar regularmente, para que a sua luz possa brilhar mais intensamente, seu corpo possa se sentir muito melhor e para que a sua mente possa estar em paz?

Deus o abençoe!
Nós o amamos muito.

Os Anjos


 http://stelalecocq.blogspot.com/…/mensagem-dos-anjos-libera…
www.visionsofheaven.com
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

sábado, 31 de dezembro de 2016

Alguma mensagem para 2017?

Alguma mensagem para 2017?
Nesses tempos de transição, quando nosso amor, nossa fé, a confiança em nós mesmos e na vida são constantemente testados, sinto que precisamos encontrar dentro de nós algo que não se abale com o que acontece lá fora. Precisamos encontrar esse poder, essa força, essa calma. Isso é possível com o cultivo do silêncio. E por isso lanço um desafio que é a pessoa se dedicar diariamente, durante 21 dias, a se recolher por um instante em silêncio: desligar o celular, a televisão, o computador e ficar ali quietinha observando o que se passa.
Por que 21 dias?
Existe uma ciência que determina este tempo como o necessário para desenvolver novas redes neurais, que possibilitam novos comportamentos.
Sri Prem Baba
http://oglobo.globo.com/…/vamos-passar-do-egoismo-para-altr…
Feliz 2017 para todos os amigos, leitores e clientes.
Que a consciência possa ser expandida.
Angela Cunha
Curta Espaço Terapias Integradas

sábado, 24 de dezembro de 2016

Natal 2016



Amigos e leitores, desejo que todos estejam bem, 

fazendo do seu Natal o melhor para cada um.

Pois Natal é renascimento.
É renovação.
É esperança.

Que os Novos Tempos nos tragam consciência e "olhos 

de ver", coração leve e perdão e amor a nós mesmos 

aos outros. E que isso venha como fruto de nosso 

trabalho interno.


Abraço e beijo
Angela Cunha

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Da Simplicidade da Purificação ao Rompimento com a Matriz do Sofrimento – Mestre Kuthumi

Da Simplicidade da Purificação ao Rompimento com a Matriz do Sofrimento – Mestre Kuthumi


Meus Amados Irmãos,

Sou Kuthumi, seu irmão de Simplicidade e Amor.

Venho hoje, a desmistificar algo e mostrar a forma como a realidade
 que vivem, se organiza energeticamente.

Tudo o que é vida nesse planeta, incluindo vocês, Meus Amados 
Filhos, está ligado à uma matriz energética, que promove um 
holograma em suas mentes. Holograma que irradia e os conecta a 
uma realidade ilusória, pois não é algo que parte dos seus corações, 
e sim, uma influência externa movida pelo padrão vibracional de 
tudo o que ocorre no planeta. Esse holograma é a realidade que 
está materializada diante de vocês, a qual vive nesse mundo. Em 
seu mundo, toda a realidade é a materialização dessa união em 
forma de energia, que chamamos de malha energética, que traz 
o que ensinamos tanto a vocês, Meus Filhos, que todos são Um 
com o planeta e com todas as formas de vida e energias. Tudo 
está interligado a essa matriz de energia, porque vocês são a 
própria natureza, assim como a água, a terra, os animais, os 
vegetais e o próprio planeta. Está tudo interligado a essa matriz 
energeticamente.

A humanidade se utiliza dessa matriz energética para vivenciar 
uma experiência da alma. A alma se conecta a esse grande 
holograma e experiencia uma vida tridimensional na matéria. 
Cada mônada se desdobra em diversos fragmentos de alma, e 
são distribuídas de maneira a ter a oportunidade de viverem 
diferentes experiências encarnacionais, de acordo com o 
caminho de aprendizado proposto para cada uma das mônadas.

Cada um de vocês, Amados Filhos, são um desses fragmentos de 
Luz, e vivem, no tempo presente a experiência que escolheram, 
para que possam elevar-se e atingir o estado de plenitude e 
ascensão para retornar à sua unidade, que é o Eu Sou. 
Diferentes termos são usados, mas embora isso varie de acordo 
com a capacidade de compreensão de vocês, a verdade é somente 
uma: vocês escolhem as suas experiências para que possam 
elevar-se e atingir o estado de ascensão.

Ao se conectarem pela primeira vez a esse sistema energético, 
recebem todos os valores que estão imbuídos nessa malha 
energética, construídos ao longo das gerações. Digo isso, 
Filhos Queridos, pois muitos de vocês são almas antigas, com 
experiências vividas em diversos planetas e galáxias desse 
Universo, e escolhem esse planeta para que aqui possam 
adquirir o conhecimento que não foi encontrado em outros 
lugares onde já estiveram.

Quando encarnam aqui, adquirem o histórico familiar, escolhem 
nascer em uma família, onde poderão agregar heranças 
genéticas a vocês e aos seus DNAs, que trarão as experiências 
que planejam viver. Tudo é minuciosamente planejado, Filhos! 
Estejam sempre confiantes de que vocês estão sempre sob o 
cuidado e Amor de Deus, que os irradia com o Seu Amor, para 
dar-lhes forças de enfrentar os seus próprios bloqueios e medos 
na sua caminhada de ascensão na Luz.

Vocês recebem toda essa herança genética da família a qual 
escolheram, no momento em que encarnam em um corpo físico. 
As informações contidas em seu código genético são transmitidas 
geração após geração, assim como também agregam ao seu código 
genético, as informações contidas na família a qual escolheu. 
É como se vocês imergissem nesse grande holograma ao ponto 
de, inclusive, se esquecerem de sua natureza espiritual, para 
que dessa forma possam viver a experiência por inteiro. Assim, 
o aprendizado será mais rico e recompensador. Isso começa a 
tornar-se mais transparente na medida em que se conectam ao 
coração, durante as experiências que forem vivendo na 
matéria. A cada aprendizado, a cada passo da sua elevação, 
o véu do esquecimento vai sendo removido para, então, 
mostrar a pureza da sua alma, da sua essência e, assim, não 
interferir no seu aprendizado.

Essa matriz material energética se torna tão real através 
dos impulsos físicos e da mente material, que há uma grande 
confusão entre aquilo que é a realidade física e a essência 
Eu Sou. O ser se identifica com seu ego, que é o conjunto 
de pensamentos holográficos, e passa a vivenciar esses 
pensamentos como se fossem o seu próprio ser. Isso se 
torna necessário, Amados Filhos, porque, dessa forma, 
podem agregar maior conhecimento e experiências 
verdadeiras. A verdade é revelada gradativamente, na 
medida em que se unem com a Fonte. Aquilo que não é 
realidade precisa ser vivenciado, para que possam sentir, 
verdadeiramente, aqueles impulsos e superá-los, 
transmutá-los e resplandecerem em Amor e Luz. Quando 
fazem isso, Meus Queridos, iluminam os seus corações e os 
de todos os habitantes do planeta. Tornam-se Sementes de 
Luz a brilhar vida e Amor, purificar e limpar a matriz, o que 
beneficiará a todos.

Nesse trajeto da alma, quando dessa conexão, há uma 
completa confusão entre o ser espiritual e o ser humano físico. 
Isso se dá ao ponto de sequer poderem diferenciar aquilo que 
é o ser físico de sua essência espiritual. Os pensamentos 
dominam a alma, causando uma completa imersão do ser 
espiritual na realidade holográfica.
Os valores holográficos são incorporados nesse sistema 
por toda a humanidade, a qual ela mesma decidiu vivenciar 
como experiência da alma. E, portanto, um simples 
resplandecer de Luz, em meio a toda essa realidade 
holográfica, poderá beneficiar a todos.

A humanidade enquanto grupo, decidiu experimentar e 
transcender esse sistema, purificando e transmutando 
esses valores recebidos. São verdadeiros Soldados da Luz, 
a brilhar em meio à névoa da ilusão e do sofrimento. 
Cada um que ilumina, traz mais seres a serem iluminados 
ao seu redor. Irradia o Amor em todos os cantos desse 
planeta, que atinge com sua própria experiência. Não há 
nada mais puro, Meus Amados Filhos, do que resplandecer 
em Luz em meio às sombras da ilusão. Esse processo é 
divino e abençoado, único desse planeta repleto de 
oportunidades. Seres escolhem viver aqui, para 
elevarem-se em níveis vibracionais, os quais vocês não 
conseguem hoje compreender, pois ainda estão 
vivendo dentro dessa matriz. Mas saibam que, todos 
os que escolheram estar aqui, são seres maravilhosos 
a resplandecer em Luz, e que brilharão cada vez mais 
a iluminar esse planeta.

Mas nesse trajeto de iluminação, há vícios materiais que 
são incorporados ao ser, quando de seu nascimento, e que 
necessitarão ser purificados e transmutados. Valores como 
a ira, a luxúria, a inveja, a soberba, a vaidade, a avareza,
 a preguiça… Todas essas características tratam-se de desvios 
da matéria, que estão impregnados na malha energética 
planetária e que, portanto, não são vícios da alma em si. 
Elas decorrem, justamente, da inserção da consciência 
nessa realidade holográfica, a ponto de se confundirem 
com a verdadeira origem divina de tudo que habita 
nesse planeta.

Por isso, Meus Amados Filhos, trazemos a vocês tantas 
mensagens onde lembramos como são “LUZ”. Pois o 
objetivo de vocês, Filhos, é resplandecerem em Luz em 
meio à névoa da ilusão. Todos os sentimentos ligados na 
malha energética e as matrizes de sofrimento são ilusórias 
e, somente, poderão ser transcendidas quando vocês 
perceberem que são Luz, e encontrarem-se com as suas 
verdadeiras essências de Amor e de Sementes da Criação.
Tantas vezes lhes dizemos, Filhos, que são sementes de Deus. 
Mas sabemos que uma simples leitura de uma mensagem, 
não trará a realidade para dentro dos seus corações. 
Vocês leem, aprendem, mas não compreendem. Mas não 
há nada errado nisso. Isso faz parte do processo: o processo 
de resplandecer na Luz, de ascensão e de libertação. 
Vocês descobrem, aos poucos, essa realidade por si mesmos, 
e começam a entender, verdadeiramente, o significado 
dessas palavras, que começam a fazer sentido em suas vidas. 
Começam a perceber como era tão simples, um simples 
despertar, como um estalo em que acordam 
para a realidade e desconectam-se da ilusão. 
E nesse momento vocês mesmos 
estarão surpresos com vocês, Filhos, mas a realidade já 
começa a fazer parte das suas vidas.

Por isso, há tantas formas de terapias e limpezas de 21 dias. 
O comportamento repetido por 21 dias torna-se a sua realidade, 
o desconecta da matriz de sofrimento.

Um filho que tem um problema que não consegue transcender, 
um comportamento do qual não consegue se libertar, começa 
a acreditar que não é mais aquilo, quando passa a repetir, 
por dias, um comportamento que gostaria de ter de acordo 
com as terapias apresentadas. No início será necessário certo
 esforço, mas haverá um momento que, como um passe de 
mágica, perceberá que o comportamento antigo cessou. Ele 
já começa a não se reconhecer na pessoa que era antes, e 
se identifica e aceita o novo Ser de Luz que é a sua verdade 
eterna.

Então, na vida material, há uma inversão de valores causada 
pela imersão da consciência nessa realidade holográfica, a qual 
se torna tangível a ponto dos valores materiais passarem a 
movimentar o impulso energético da essência espiritual. E nisso, 
a própria alma se coloca em um sistema de competição pela 
sobrevivência, onde esses vícios materiais passam a se sobressair 
sobre a essência. O holograma se torna a única realidade vivida.

Mas esse processo é necessário. É necessário que o Ser viva 
intensamente aquela realidade para transmutá-la. Que viva 
ao ponto de começar a incomodar-se com ela. Chega um ponto, 
Amados Filhos, que vocês já não querem mais esse holograma. 
É quando vocês sentem dentro de vocês mesmos, que não 
aguentam mais conviver com vocês mesmos, que não gostariam 
mais de ser vocês mesmos. Esse é o início da sua libertação. 
É o primeiro sentimento que aflora dentro de vocês: essa 
insatisfação com o que você vê em você mesmo. É quando 
para de olhar para o externo e começa a olhar para si mesmo. 
Quando isso acontece, não consegue conviver com isso, com o 
que decidiu olhar. Já não suporta olhar essa verdade. E percebe,
 nesse momento, que essa sua personalidade ilusória 
sempre esteve ali, mas você não deixava aparecer para si 
mesmo, pois a encobria com mais ilusões, culpando o mundo 
a sua volta pelos seus problemas, pelos seus defeitos.

Somente a partir do momento que passa a olhar para você 
mesmo perceberá que não é possível conviver com esse Ser que 
está diante de ti, através do espelho. E então começa o seu 
despertar: quando começa a olhar para dentro dos seus mais 
profundos sentimentos com insatisfação. Quando se sente a 
pior das criaturas naquele comportamento e está em um 
profundo sentimento de humildade, onde admite que você 
mesmo não gostaria de conviver contigo, Filho. Aí estará a 
chave que abrirá as portas da sua liberdade. Comemore, 
pois sua escada para a ascensão está trilhada, e você só tem 
um caminho a seguir agora, que é o da sua iluminação.

A desvinculação desse sistema holográfico, que é a matriz 
energética, se dá pelo processo de despertar da consciência. 
Nesse aspecto o ser inicia o processo de domínio da matéria 
que se dá através do Amor.

É quando passa a identificar você mesmo como Luz, como um 
fruto da Criação. E desconecta-se daquele comportamento que 
você decidiu que não é você. A escolha foi sua, você escolheu o 
caminho do Amor. Chega de lutar contra a verdade. Aceite e 
ancore o Amor dentro de você. Entregue-se ao Amor e a Deus. 
Receba a oportunidade de um recomeço em seu coração que, 
nesse momento, foi aceito e recebido por você de “braços 
abertos” e iniciará a sua jornada de ancorar e irradiar Amor.

É através do Amor que os vícios da matéria serão 
progressivamente purificados e transmutados. A gula será 
transmutada pela consciência do necessário. A avareza pela 
confiança. A vaidade pela humildade. A avareza pela abundância. 
A soberba pela caridade. A preguiça pela energia do fluxo e 
assim por diante. E a matriz energética começa a se diluir 
energeticamente à medida que o Ser imerso nesse sistema, 
desperta. A influência dessa matriz vai perdendo força sobre 
sua alma e, progressivamente, irá se conectar à Fonte da vida, 
ancorando, cada vez mais Luz e Amor dentro do coração, que 
agora já está aberto e liberto para amar, para receber e irradiar 
Amor. A verdade é o único caminho que abre o coração para a 
cura e a libertação.

O vínculo vai se diluindo e a matriz deixa de ser alimentada 
com mais apego à matéria, e passa a ser irradiada de Cura, 
Sabedoria, Amor, Paz, Devoção.

É como se o sistema fosse sendo progressivamente desligado 
e substituído por outro muito mais moderno e eficaz, que é 
o da conexão direta com o Amor de Deus.

Na medida em que vai se libertando daquele ser ilusório que 
não era você, começa a estar cada vez mais unido com Deus. 
Assim vai vivendo essa nova realidade, que é a sua verdadeira 
realidade e que sempre esteve presente.

Quanto maior a conexão com a Fonte, maior a desconexão com 
a matriz de sofrimento, até o momento da transmutação total 
dos valores e rompimento do vínculo, no qual o ser se colocará 
em contato pleno com a unidade. Nesse momento, ele se 
transforma na própria cura, na própria sabedoria, na fé e 
Amor de Deus.

A desconexão ocorre, primeiro, pela purificação interior, 
onde através do Amor do coração a pessoa tomará contato 
com a pureza de seu ser. Ele vislumbrará seu estado de pureza 
da alma e será capaz de transmutar os vícios materiais da matriz 
por meio da irradiação do Amor e da conexão com Deus.

Essa é a maneira que ocorre a limpeza planetária. Essa é a forma 
que a transição a um novo sistema ocorrerá. O ser puro se 
desconecta da antiga matriz de sofrimento e se conecta à 
Fonte, onde o Amor prevalecerá, a compaixão, a irmandade 
e a fraternidade.

Esse é o ensinamento que nosso Mestre Jesus trouxe há muitos 
anos terrenos e que vocês verão materializado através de vocês, 
ao irradiarem Amor e purificarem o planeta, limpando todas as 
matrizes de sofrimento que os mantêm ligados aos hologramas 
de ilusão. Estarão libertos no Amor, assim como tantos Mestres 
trouxeram como exemplo em suas vidas, onde nenhum viveu 
conectado à matriz ao final da sua jornada, mostrando a vocês 
o caminho a trilhar, que são tantos, Meus Filhos. Mas todos, 
absolutamente todos, os levam a buscarem a sua verdade 
interior.

No momento que todos estiverem conectados ao coração com a 
Fonte, a matriz de sofrimento é substituída por uma Matriz 
Cristalina de Luz, na qual inclusive os corpos se 
sutilizarão energeticamente. O holograma da raiz das 
restrições materiais 
é, progressivamente, diluído através da própria superação dos 
vícios da matéria. Dessa forma, alguns poucos que ainda não 
atingiram o estado da Luz, serão irradiados e tomados por Luz, 
Amor e Pureza, e serão todos beneficiados com a Matriz 
Cristalina que envolve o planeta puro em Verdade e Amor.

É por tal motivo que o foco na verdadeira reforma, no 
“vigiai e orai”, na revisão dos valores interiores, são tão 
necessários nesses tempos, pois será a maneira pela qual os 
vícios da matéria serão substituídos por um ser mais consciente 
de sua verdadeira natureza.

É por tal motivo que se veem, também, tantas limpezas e 
aberturas coletivas a uma nova realidade mais justa ao ser 
humano e ao planeta. Os processos coletivos de limpeza se 
intensificam na substituição do antigo holograma para o cristalino. 
Poderão observar essa realidade materializar-se na forma de 
eventos de grandes proporções no planeta, a envolver várias 
formas de vida, o que será uma forma de limpeza e purificação 
tão bela como o florescer da primavera. Pois assim será, Meus 
Amados Filhos, o processo da libertação de vocês e do planeta.

Vocês, Meus Irmãos, são os responsáveis por esse processo de 
purificação, onde tudo parte da alteração vibracional interior 
que permitirá a progressiva diluição da matriz do sofrimento, 
baseada nos vícios da matéria. Mas somente através da aceitação 
da sua verdade interior, sem medo de ser o que 
você realmente é, entregando seus medos a Jesus, 
a Deus, e trazendo a pura 
verdade para dentro dos seus corações, ainda que por um breve 
momento, esta possa parecer amedrontadora. Porém, essa 
impressão vai se diluindo na medida que você começa a descobrir 
a beleza e pureza que você é em sua essência de Luz.

Fiquem em Paz.

Mestre Kuthumi

Canais: Thiago Strapasson (http://coracaoavatar.blog.br/

Colaboração: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita

Quem é Mestre Kuthumi?
Saiba mais em: https://youtu.be/zab-mO97_zs
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...