Pesquisar este blog

Traduzindo

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Anthar



A humanidade conhece bem o mundo conhecido (o mundo exterior), muito pouco do mundo interior e quase que absolutamente nada do mundo superior. Isso porque a vida na 3D é fragmentada e limitada: apesar de o ser humano poder viver nos três mundos simultaneamente , ele apenas o faz num só. E de maneira miserável, geralmente.


Para conseguir a ‘primeira migração’ (do exterior para o interior) o ser humano precisa desligar-se (não é romper , entendam bem) da realidade exterior, ou seja, tornar-se ‘insensível’ aos estímulos exteriores que lhes chegam através dos seus órgãos dos 5 sentidos.

Já se sabe que o mundo exterior é reflexo do mundo interior, mas vejam o ‘non-sense’ que decorre disso quando o ser humano tenta recriar a realidade que o cerca, buscando por estímulos nessa mesma realidade...O mundo exterior oferece estímulos para o ser humano “criar sempre o mesmo", apenas com ligeiras variações enganosas! Pense um pouco nisso.

Assim sendo, o ser humano com seu tão falado e exaltado poder-de-cocriação, acaba mantendo uma situação que – bem lá no fundo – ele deseja mudar. Mas enquanto estiver ligado e estimulado pelos valores externos, ele não o conseguirá. Ficará se repetindo, repetindo,repetindo...encarnação após encarnação.


OK. E então?

Bem, então é o seguinte: para sair dessa ‘gaiola de hamster’ é preciso primeiro afastar-se dos estímulos externos. Só para ilustrar um pouco: afastar-se da ambição por ter/ser/fazer sempre mais e mais; afastar-se dos cenários competitivos; afastar-se do mundo irreal das imagens (TV, cinema, vídeos e jogos em geral,etc.) e dos relacionamentos virtuais. Buscar pela simplicidade no viver.

Lembrando sempre que ‘afastar-se do que o mundo exterior valoriza tanto’ não é ‘romper’ com ele e essas ilusões. Mas, atenção - quando o ser humano consegue mesmo que seja um pequeno distanciamento dos valores deste ‘mundão 3D’, pode ocorrer um fato meio preocupante...

Apesar disso é bom o ser humano saber o que é, para lidar com a situação de maneira lúcida e consciente. É o seguinte: ele pode começar a sentir um ‘vazio’ em sua vida cotidiana, ou seja, ele já não sente mais tanta vontade de fazer-fazer, de comprar-comprar para ter-ter, de lutar-lutar para vencer, e até de falar-falar para convencer. Tudo isso começa a lhe parecer sem importância. E a sensação parece a de ‘estar perdido’.

Esse é o momentum.

OU o ser humano não consegue agüentar esse ‘vazio’ – que é temporário, diga-se a verdade – e volta para o ‘mundão 3D e suas ilusões, OU dá o famoso ‘salto quântico' , sobrevive na 3D do jeito que dá e fecha definitivamente as janelas do mundo das ilusões. É quando consegue vislumbrar as portas para o mundo superior.

As janelas se fecham para que portas sejam abertas. Mas...é preciso suportar o vazio-do-seu-dia-a-dia-no-mundo-material. 

Vai encarar?

Anthar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...