Pesquisar este blog

Traduzindo

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Cobrar Por Trabalhos Espirituais


Algumas pessoas perguntam como terapeutas podem cobrar por trabalhos ditos espirituais, energéticos ou feitos por equipes extrafísicas, como Reiki, Frequências de Brilho, Terapia Multidimensional e inúmeros outros.
Quero falar sobre alguns pontos, que são reflexões minhas.

Como todos sabem, um consultório terapêutico não é um centro espírita ou uma casa de caridade. A dinâmica é completamente diferente. 
O terapeuta paga (e nunca barato) pela sua formação e essa nunca pára. Sente-se a necessidade de conhecer coisas novas e aplicá-las em si mesmo primeiramente e depois nos outros. 

O preço cobrado pelas sessões pagam o tempo do terapeuta e sua disponibilidade para estar ali, atendendo. É seu trabalho e quem trabalha recebe pagamento em dinheiro, é nossa moeda de troca. 
Se não cobrasse, não poderia talvez estar ali, alugando um espaço, se reciclando periodicamente. 

O trabalho espiritual, esse sim, não tem preço. O tempo do terapeuta e sua disponibilidade, sim. 
Portanto, quando pagam as sessões, o cliente está pagando o trabalho terapêutico e recebendo em dobro (isso e mais o trabalho de equipes extrafísicas). Não há caridade nessa relação, mas troca.

O trabalho energético precisa de um canal encarnado para se manifestar. Esse canal pode ser qualquer pessoa que se dispuser a isso. Todos podem inclusive praticar a autocura. Nem todos se dedicam a isso. Um terapeuta, sim. É seu trabalho e quem trabalha é pago com dinheiro. Nosso mundo ainda funciona assim.

Além disso, qualquer trabalho energético requer do terapeuta uma cota de energia, que é trocada com o cliente pelo pagamento por seu trabalho. Há um equilíbrio nessa troca, quando isso acontece. 

Se o terapeuta não recebe por seu trabalho, o cliente fica "devendo" por essa doação energética e isso não é apropriado para o crescimento dele. É como se ele ficasse em desnível e incapacitado a seguir em frente em seu caminho. 

Outro questionamento é a respeito do valor do atendimento. Algumas pessoas acham caro investir em terapia. No entanto, esquecem o benefício que terão. E investem muito mais em outras coisas. Portanto, é uma questão de prioridade e sintonia. 
Sempre digo nesses casos que devem se perguntar quanto vale seu bem estar emocional. 


Cobro o preço que acho justo pela minha hora de trabalho. Pessoas sintonizadas com o trabalho que ofereço pagam e nunca tive reclamações em relação aos resultados. Ofereço alternativas quanto a frequência (semanal ou quinzenal). E reservo dois horários semanais para pessoas que percebo que realmente querem o trabalho mas naquele momento não podem pagar o valor total da sessão. Quando isso é negociado previamente, ninguém se sente devedor ou ludibriado por ninguém.

Angela Cunha

6 comentários:

  1. É isso aí! Bjos.

    Clarice Klein

    ResponderExcluir
  2. como trabalho com autoconhecimento, e junto vem sempre o crédito não somente ao nossa formação profissional e conhecimento, mas muito quanto àquilo que colocam de valor associado à espiritualidade . As pessoas esquecem que todos temos espiritualidade, temos percepção, intuição e, claro que com o exercício de busca, com o processo de desapego da razão e crenças que invalidam essas habilidades, tende a sintonizar mais e a nossa própria experiência profissional, tudo o que aprendemos quando nos colocamos numa atitude do ser canal para uma outra pessoa, colabora e muito para uma maior eficácia entre profissional-conhecimento-cliente.
    Uma coisa importantíssima que me foi ensinado: que o ato do pagamento é uma valorização àquele profissional por sua dedicação e competência, como de outro lado, uma disposição comprometida, receptiva, do cliente a absorver e usufruir da mensagem, energia e ensinamento ali experenciado na consulta.
    Beijokas

    ResponderExcluir
  3. Perfeito! Compreensível e justo! O bem-estar emocional tem valor incalculável!

    ResponderExcluir
  4. Os cursos que os terapeutas fazem pra trabalhar auxiliando na cura do outro é de livre acesso pra qq um. Então, se alguem acha caro bancar seu tratamento nessa ou naquela técnica, que invista no curso e se autoaplique a técnica. Simples assim!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...