Pesquisar este blog

Traduzindo

sábado, 9 de julho de 2016

Ilusão sobre ilusão


Ilusão sobre ilusão
O maior paradigma que precisa ser quebrado neste planeta é o da humanidade 
acreditar naquilo que seus olhos físicos percebem. 
Os olhos do corpo foram feitos para ver a forma e não a causa, portanto eles não foram feitos para ver, mas sim para perceber e acreditar naquilo que percebem. 
Os olhos não conseguem ir além da forma e essas formas foram criadas pelo inconsciente coletivo. 
Trata-se apenas de idéias projetadas para fora dando forma aos devaneios imaginários criados pelo ego. 
Todos estão cegos e esses mesmos cegos estão guiando outros tantos bilhões de cegos.

Visão é totalmente diferente de percepção. A única que coisa que as pessoas acham que vêem e acreditam piamente não passam de meras percepções que foram filtradas pelas crenças de cada um e que, somadas, criaram esse cenário de terror e de guerras que pairam sobre este planeta. São muitas bilhões de mentes com crenças profundamente arraigadas contemplando a separação, o medo e a culpa. E, a partir dessas crenças, o mundo foi construído e vem sendo alimentando pela confirmação delas mesmas a partir do testemunho que o mundo externo lhes dá. Ou seja, você não é capaz de enxergar a verdade porque ela foi encoberta pelas suas percepções. Tudo o que você enxerga no mundo são projeções realizadas pelas suas crenças e que definem aquilo que você entende como realidade. Enquanto você achar que o que vê é o que é, tudo continuará igual pelo simples fato de você ter decidido que assim será.
Não existe nada mais poderoso do que uma crença, e todas elas que você possui dentro de si estão sustentadas sobre os pilares do medo. Por trás de todas as crenças está esse medo e tudo aquilo que você constrói e faz tem essa marca registrada. O medo da morte é o que está no âmago mais profundo de cada crença arraigada na menta coletiva da humanidade e toda mazela resume-se à isso.
Fala-se muito em verdade, mas ninguém consegue entender o que realmente ela significa, porém isso não deveria causar estranheza alguma, pois, se você não a conhece, é óbvio que não pode saber do que ela se trata e ninguém no universo irá te cobrar por algo que você simplesmente não pode saber. A questão não é tentar vasculhar a verdade no meio da ilusão. Toda busca que você faz pela verdade dentro do mundo da mentira só poderá te jogar para dentro de mais ilusões. Na melhor das hipóteses você substituirá uma ilusão por outra que esteja compatível com as suas crenças atuais, pois é impossível achar a verdade no meio da mentira e isso garante que o seu propósito nunca será atingido.
A única forma de achar a verdade é reconhecendo que tudo o que você pensa que sabe é ilusão. Ou seja, é necessário desconstruir tudo aquilo que você pensa que é verdade. Uma vez que você admite quê não conhece a verdade o espaço para que ela se apresente será aberto e preenchido naturalmente. O que está em pauta aqui não é aprender, muito pelo contrário, o que é necessário nesse momento é desaprender, limpar e jogar para fora todo lixo intelectual que está dentro de você e que contribui para manutenção do sistema vigente comandado pelo Deus ego.

Diogo Beltrame

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...