Pesquisar este blog

Traduzindo

quarta-feira, 3 de abril de 2013

A Criança Interna


Trabalhar a cura da nossa criança interior nos leva a um nível mais elevado de amor próprio, gentileza e aceitação. Muitas de nossas dores, tristezas, sensação de abandono, medo e carência são de nossa criança interna. É nesse pedaço de nós que estão guardadas nossas dores e nossa sensação de impotência.

Fazendo Terapia Multidimensional com uma cliente, a equipe de cura me sugeriu um exercício simples, que todos podem fazer e é surpreendente. Faça isso ser divertido e verá resultados.

Esteja num momento tranquilo. Faça algumas respirações até sentir-se bem relaxado. 
Imagine-se em sua casa,  é um dia livre e só você está em casa. Ouça a campainha tocar e você ao abrir a porta, vê você mesmo, criança. Ela veio passar o dia com você. Receba-a em sua casa com alegria, mime-a, brinque com ela, alimente-a, conversem e riam bastante. Se divirtam juntas, cuide dela, proteja-a e declare a ela o seu amor e seu cuidado. Façam desse um dia memorável. 

No fim do dia, despeça-se dela. Diga a ela que ela é sempre bem vinda e que você sempre estará ali quando ela precisar. 
Veja a imagem dela diminuir de tamanho, até caber na palma da sua mão. Simbolicamente guarde essa imagem no centro do seu peito, no seu chacra cardíaco. 

Apague essa imagem bem devagar e volte sua consciência para o seu corpo físico e sua respiração.

Em outro dia, pode repetir o exercício, sempre que achar necessário. A sugestão é que façamos isso também usando nosso adolescente interior, do mesmo modo, repetindo sempre que acharmos necessário.

É comum acontecerem lembranças de cenas passadas, muitas que nem nos lembrávamos. Receba essas lembranças como curas sendo processadas, retornando à consciência, para que as emoções represadas ali se vão para sempre.



Angela Cunha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...